Siga o OTD

Decatlo

Jogos Pan-Americanos – Lima 2019 – Atletismo – decatlo

Chances do Brasil

Dois atletas do Pinheiros vão representar o Brasil no decatlo dos Jogos Pan-Americanos Lima 2019. Jefferson de Carvalho Santos fez o índice ao marcar 7748 pontos no começo do mês de junho, enquanto Luiz Alberto de Araújo conseguiu a classficação com 7586 pontos obtidos em março.

Levando em consideração as marcas obtidas em 2019, Jefferson de Carvalho Santos tem a 51ª. melhor marca do mundo, enquanto Luiz Alberto de Araújo é o 74º. colocado. Contando apenas atletas da Américas, Jefferson é o 16º. melhor, enquanto Luiz Alberto é o 27º., enquanto que o grande nome do continente é o canadense Damian Warner, campeão dos Jogos Pan-Americanos Toronto 2015 e dono da melhor marca da temporada com 8711 pontos.

Para terem chances de medalha em Lima, os brasileiros precisam ter desempenhos melhores do que tiveram até agora em 2019. Se os 7748 pontos representam a melhor marca da carreira de Jefferson de Carvalho Santos, Luiz Alberto de Araújo já fez 8315 na Olimpíada do Rio de Janeiro. Repetir um resultado próximo a este o torna candidato ao pódio na capital peruana.

Local da competição

Estádio Atlético Pan-Americano

Local: Lima

Capacidade: 12.000 torcedores

A estrela dos Jogos

O jamaicano Maurice Smith é o grande nome do decatlo na história dos Jogos Pan-Americanos. Com uma medalha de ouro e uma de prata, ele é o maior vencedor da competição. Ele subiu no lugar mais alto do pódio no Rio de Janeiro 2007 ao fazer 8278 pontos. Quatro anos depois, em Guadalajara, ele ficou com a segunda colocação ao somar 8214 pontos.

Além dos dois pódios em Jogos Pan-Americanos, Maurice Smith também ganhou a prata no Mundial de 2007 em Osaska, no Japão. Ele também disputou a Olimpíada de Atenas em 2004.

Na vitória obtida no Rio de Janeiro em 2007, Maurice Smith bateu o recorde dos Jogos Pan-Americanos, marca que só foi quebrada em Toronto 2015 com os 8659 pontos obtidos por Damian Warner, do Canadá.

Nossos pódios

Na história dos Jogos Pan-Americanos, o Brasil conquistou três medalhas no decatlo. Em Toronto 2015, Luiz Alberto de Araújo (foto) ficou com a medalha de bronze, repetindo o resultado obtido por Carlos Chinin no Rio de Janeiro 2007. Mas o melhor resultado foi obtido por Pedro da Silva, medalha de ouro em Havana 1991.

Medalhistas

ANO Medalha de ouro PONTOS Medalha de prata PONTOS Medalha de bronze PONTOS
1951 Hernán Figueroa
Chile
6610 Hernán Alzamora
Peru
6063 Enrique Salazar
 Guatemala
4380
1955 Rafer Johnson
EUA
6994 Bob Richards
EUA
6886 Hernán Figueroa
Chile
5740
1959 Dave Edstrom
EUA
7254 Phil Mulkey
EUA
6062 George Stulac
Canadá
5989
1963 J. D. Martin
EUA
7335 Bill Gairdner
Canadá
6812 Héctor Thomas
Venezuela
6751
1967 Bill Toomey
EUA
8044 Héctor Thomas
Venezuela
7312 Dave Thoreson
EUA
7295
1971 Rick Wanamaker
EUA
7648 Russ Hodge
EUA
7314 Jesús Mirabal
Cuba
7295
1975 Bruce Jenner[nota 1]
EUA
8045 Fred Dixon
EUA
8019 Jesús Mirabal
Cuba
7582
1979 Bobby Coffman
EUA
8078 Tito Steiner
Argentina
7638 Zenon Smiechowski
Canadá
7337
1983 Dave Steen
Canadá
7958 Douglas Fernández
Venezuela
7726 Freddy Aberdeen
Venezuela
7262
1987 Mike Gonzales
EUA
7649 Keith Robinson
EUA
7573 Gordon Orlikow
Canadá
7441
1991 Pedro da Silva
BRA Brasil
7762 Eugenio Balanqué
Cuba
7726 Sheldon Blockburger
EUA
7363
1995 Kip Janvrin
EUA
8049 Eugenio Balanqué
Cuba
7948 Alejandro Cárdenas
 México
7387
1999 Chris Huffins
EUA
8170 Dan Steele
EUA
8070 Raúl Duany
Cuba
7730
2003 Stephen Moore
EUA
7809 Luiggy Llanos
 Porto Rico
7704 Yonelvis Águila
Cuba
7593
2007 Maurice Smith
Jamaica
8278 Yordan García
Cuba
8113 Carlos Chinin
Brasil
7977
2011 Leonel Suárez
Cuba
8373 Maurice Smith
Jamaica
8214 Yordanis García
Cuba
8074
2015 Damian Warner
Canadá
8659 Kurt Felix
 Granada
8269 Luiz Alberto de Araújo
Brasil
8179

Quadro de medalhas

Ordem País Medalha de ouro Medalha de prata Medalha de bronze Total
1  EUA 11 6 2 19
2  Canadá 2 1 3 6
3  Cuba 1 3 5 9
4 Jamaica 1 1 0 2
5  Brasil 1 0 2 3
6 Chile 1 0 1 2
7 Venezuela 0 2 2 4
8  Granada 0 1 0 1
 Porto Rico 0 1 0 1
 Argentina 0 1 0 1
Peru 0 1 0 1
12  Guatemala 0 0 1 1
 México 0 0 1 1

A prova

Decatlo é uma competição de atletismo composta por dez provas. Decatlo é uma competição de atletismo composta por dez provas. Os atletas inscritos competem num programa de dois dias, que inclui as seguintes modalidades: 100 metros rasos; salto em distância, arremesso de peso, salto em altura, 400 metros rasos (1º dia); 110 metros com barreiras, lançamento de disco, salto com vara, lançamento de dardo, 1500 metros (2º dia).

A especial importância do decatlo deve-se a que o vencedor dessa modalidade é considerado “o atleta mais completo do mundo”, por causa do conjunto de provas que a modalidade exige, ao mesmo tempo, resistência extraordinária e o desenvolvimento harmônico de diferentes aptidões físicas.