Siga o OTD

Judô

Conheça os judocas brasileiros que vão disputar o Mundial

Conheça os 18 brasileiros que vão representar o país a partir de quinta-feira nas disputas individuais da edição 2018 do Mundial de judô, que será disputada em Baku, no Azerbaijão. Além deles, mais quatro foram convocados para formar a equipe mista na disputa que vai encerrar o mundial

O Mundial de judô 2018 começa na próxima quinta-feira em Baku, capital do Azerbaijão. Serão ao todo 18 brasileiros na competição individual, entre os quais os destaques e candidatos a medalha são Rafaela Silva, Mayra Aguiar, Erika Miranda e Maria Portela, no feminino, além de David Moura e Rafael Silva, no masculino. Além dos 18, mais quatro foram convocados para a disputa mista por equipes.

O Olimpíada Todo Dia vai compartilhar em seu site o vídeo com a transmissão oficial em todos os dias da competição. As eliminatórias serão disputadas às 3h da manhã e as finais serão às 9h. Confira quem são os atletas que vão representar o Brasil e os dias em que vão competir no Mundial.

Dia 1 do Mundial de Judô – 20 de setembro de 2018

GABRIELA CHIBANA – 48KG

Campeã do Grand Prix de Cancún em 2018, a judoca de 25 anos se juta ao primo Charles Chibana para o Campeonato Mundial pela primeira vez em sua carreira. Gabriela, que vem de uma das maiores e mais famosas famílias de judocas do país, começou sua campanha de classificação para Tóquio 2020 com um quinto lugar no Grand Prix de Hohhot em maio, depois de perder para a ex-campeã mundial Urantsetseg Munkhbat, da Mongólia, na disputa pelo bronze.

Instagram: @gabichibana

ERIC TAKABATAKE -60 kg

Eric Takabatake, de 27 anos, faz em Baku sua quarta aparição em Campeonatos Mundiais. Em 2014 e 2015, o judoca chegou até a terceira rodada, enquanto, no ano passado, foi eliminado na estreia pelo ex-campeão mundial Yeldos Smetov, do Cazaquistão. O judoca da categoria até 60kg ganhou a medalha de bronze no Grand Slam de Düsseldorf, em fevereiro

Instagram: @erictakabatake

PHELIPE PELIM -60kg

Phelipe PelimQuatro vezes medalhistas no Grand Prix, Phelipe Pelim, de 28 anos, é o número dois do Brasil na categoria até 60kg, atrás de Eric Takabatake. O judoca, que tem São Paulo como base, teve um ano especial no circuito mundial de judô no ano passado ao conquistar o bronze no Grand Slam de Düsseldorf e a prata no Grand Prix de Cancún. Além disso, Pelim venceu duas lutas em seu primeiro Mundial, disputado em 2017, antes de sair da competição na terceira rodada ao ser derrotado por Mukhriddin Tilovov, do Uzbequistão.

Instagram: @phelipepelim

Dia 2 do Mundial de Judô – 21 de setembro de 2018

ERIKA MIRANDA -52 kg

Brasileiros treinam na Itália com outras seis seleçõesA judoca de 31 anos, que defende o Sogipa, tem um histórico extremamente positivo em Mundiais. Erika Miranda foi medalhista em 2013, 2014, 2015 e 2017. Foram três medalhas de bronze, uma de prata, mas ainda lhe falta o sonhado ouro. A experiente brasileira, que será cabeça-de-chave em Baku, tem aperfeiçoado suas habilidades em Celje, na Eslovênia, junto com a companheira de equipe, Maria Portela, e com membros da seleção eslovena, incluindo a campeã olímpica em 2016 e campeã mundial em 2015 da categoria até 63kg, Tina Trstenjak.

Instagram: @erikamirandajudo

JÉSSICA PEREIRA -52kg

Jéssica PereiraCom excelentes resultados, a judoca de 23 anos começou a pressionar a balalada e mais experiente, Erika Miranda. Pelo regulamento, apenas um judoca por categoria pode competir em uma Olimpíada, mas as duas puderam ser convocadas para o Mundial de Baku e Jéssica Pereira fará sua primeira aparição na competição. A jovem brasileira conquistou o bronze no Grand Slam de Ekaterinburgo, em março, antes de vencer o Campeonato Pan-Americano.

Instagram: @jessicapereirajudo

DANIEL CARGNIN -66kg

Campeão mundial júnior, Daniel Cargnin, de 20 anos, subiu ao pódio no circuito mundial de judô entre os adultos pela primeira vez em 2018 e agora vai trilhar o caminho rumo a ser o melhor do planeta em seu primeiro Campeonato Mundial. O judoca do Sogipa, que vem sendo colocado gradualmente pela CBJ nos grandes eventos, conquistou a medalha de prata no Grand Prix de Tbilisi em 2018 e será um nome certamente a ser observado neste ciclo olímpico para Tóquio 2020.

Instagram: @ dadscargnin66

Charles CHIBANA -66 kg

Charles Chibana, de 28 anos, disputa seu quinto Mundial em Baku. Ex-número 1 do mundo, o judoca registrou seu melhor resultado em casa, no Rio de Janeiro, em 2013, quando terminou em quinto lugar depois de perder para o japonês Masaaki Fukuoka na disputa da medalha de bronze. A última medalha do brasileiro no circuito mundial aconteceu em maio de 2017.

Instagram: @cchibana

Dia 3 do Mundial de Judô – 22 de setembro de 2018

RAFAELA SILVA -57kg

Rafaela Silva palestrará em conferência em Harvard e no MITCampeã olímpica em 2016 e campeã mundial em 2013, Rafaela Silva, de 26 anos, fez história nos Jogos do Rio de Janeiro, revertendo a decepção que lhe causou a derrota de quatro anos antes em Londres. Revelada pelo Instituto Reação, projeto social no Rio de Janeiro, liderado pelo lendário Flávio Canto, a judoca acabou com o jejum de conquistas, que vinha desde o ouro olímpico, ao ser campeã do Grand Prix de Budapeste em agosto ao vencer todas as cinco lutas que teve pela frente na capital húngara.

Instagram: @rafaelasilvaa

Dia 4 do Mundial de Judô – 23 de setembro de 2018

Ketleyn QUADROS -63 kg

Grand Slam de DusseldorfMedadlhista de bronze em Pequim 2018, Ketleyn Quadros, de 30 anos, teve como última conquista a medalha de ouro no Grand Prix de Cancún do ano passado. A experiente judoca está em seu quarto ciclo olímpico e espera melhorar o sétimo lugar alcançado no Mundial do ano passado. Em 2018, ela ficou em quinto lugar no Grand Slam de Düsseldorf e no Grand Prix de Hohhot.

Instagram: @ketleynquadros

EDUARDO YUDI SANTOS -81 kg

Nascido no Japão há 23 anos, Eduardo Yudi Santos chegou ao circuito mundial de judô em 2017 e causou boa impressão imediatamente. O judoca terminou em quinto em sua estreia no Grand Slam de Paris, um dos eventos mais importantes do esportes. Depois disso, ficou em sétimo no Grand Slam de Tóquio e quinto no Masters antes de chegar a seu primeiro pódio, em janeiro, quando ganhou o bronze no Grand Prix da Tunísia.

Instagram: @santos_yudy

VICTOR PENALBER -81 kg

Brasil encera participação no Grand Slam de Paris sem medalhas

Ex- medalhista mundial de bronze, Victor Penalber, de 28 anos, é um dos mais experientes e renomados judocas da equipe brasileira que vai disputar o Mundial de Baku. Ex-número um do mundo, ele ganhou sua primeira medalha de ouro em Grand Slam em 2012. O brasileiro está sob pressão para acompanhar as façanhas de seus antecessores na categoria até 81kg, Tiago Camilo e Flávio Canto, que conquistaram o bronze olímpico.

Instagram: @victorpenalber

Dia 5 do Mundial de Judô – 24 de setembro de 2018

MARIA PORTELA – 70kg

Maria Portela é a nova número um do mundo na categoria 70kgAos 30 anos, a gaúcha Maria Portela vive o melhor momento de sua carreira. Atual líder do ranking mundial, a judoca de Porto Alegre ganhou recentemente a medalha de ouro no Grand Prix de Tbilisi em 2017, no Masters do ano passado e no Grand Slam de Ecaterimburgo de 2018. Agora, ela vai tentar subir no pódio pela primeira vez num Mundial. Para a competição em Baku, Portela é considerada uma peça-chave para o Brasil tanto na competição individual quanto na disputa por equipes.

Instagram: @mariaportela

RAFAEL MACEDO -90kg

Ex-campeão mundial juvenil, Rafael Macedo, de 23 anos, é uma das apostas do Brasil para o futuro. O judoca carimbou seu nome no circuito mundial no ano passado, quando faturou a medalha de prata no Grand Prix de Zagreb. O especialista em osoto-gari venceu neste ano o Grand Prix de Tbilisi e está pronto para supreender em seu primeiro Mundial adulto.

Instagram: @_rmacedo

Dia 6 do Mundial de Judô – 25 de setembro de 2018

MAYRA AGUIAR -78kg

ASSISTA AO VIVO: último dia do Grand Slam de Abu Dhabi.Mayra Aguiar, de 27 anos, não gantou o ouro em nenhuma das seis competições que disputou desde que foi bicampeã mundial no ano passado. Apesar disso, a judoca que foi prata no Grand Prix de Hohhot, primeiro evento de qualificação para Tóquio 2020, costuma elevar seu nível quando chegam os momentos mais importantes como atestam seus dois ouros em Mundiais e seus dois bronzes olímpicos.

Instagram: @mayraaguiarjudo

Dia 7 do Mundial de Judô – 26 de setembro de 2018

MARIA SUELEN ALTHEMAN + 78 kg

Maria Suelen Altheman, de 30 anos, já chegou duas vezes à final do Mundial, mas em ambas, 2013 e 2014, ficou com a medalha de prata. Depois dos dois pódios, a peso pesada foi eliminada nas fases preliminares em 2015 e 2017. Desde então, foi bronze no Grand Slam de Tóquio, no Masters e mais recentemente no Grand Prix de Hohot.

Instagram: @susu_altheman

Beatriz SOUZA + 78 kg

Aos 20 anos, Beatriz Souza disputa seu primeiro Mundial. Apesar de jovem, ela chega à disputa em Baku como oitava colocada do ranking mundial de sua categoria. São muitos os bons resultados como o bronze nos Grand Slams de Abu Dhabi e Ecaterimburgo e as pratas no Grand Prix da Tunísia e no Campeonato Pan-Americano.

Instagram: @biarodrigz

DAVID MOURA + 100 kg

David Moura ficou de fora da equipe olímpica na Rio 2016 em favor de Rafael Silva, que repetiu o feito de 2012 e faturou mais um bronze. Apesar de não ter conseguido estar presente na edição dos Jogos realizada no Brasil, o judoca de 31 anos reagiu da melhor maneira possível e conqusitou a medalha de prata no Mundial do ano passado, perdendo a final para o praticamente imbatível Teddy Riner. O francês, no entanto, não estará em Baku, fato que aumenta as chances do brasileiro fazer história em 2018.

Instagram: @davidmourajudo

RAFAEL SILVA + 100kg

Bronze nas Olimpíadas de 2012 e 2016, Rafael Silva, de 31 anos tem sido presença constante no pódio em suas participações pelo circuito mundial. Ex-número um do mundo, ele chega a Baku como o sétimo colocado do ranking. Em sua trajetória, ganhou três medalhas em Mundiais e, em 2018, foi bronze no Grand Slam de Ecaterimburgo e no Grand Prix de Hohot. O judoca conhecido como Baby terá a companhia do compatriota David Moura, número 2 do mundo, entre os favoritos ao título no Azerbaijão, já que o francês Teddy Riner não vai participar do Mundial.

Instagram: @rafaelsilvababy

Dia 8 do Mundial de Judô – 27 de setembro de 2018 – Disputa mista por equipes

CONVOCADOS APENAS PARA A DISPUTA POR EQUIPES:

TAMIRES CRUDE – 57kg

Ranking Mundial: 34º
Idade: 24 anos
Principais resultados:
– Prata no Campeonato Pan-Americano San Jose 2018
– 7º lugar no Grand Prix de Tbilisi 2018
– Ouro no Aberto de Lima 2017
– Bronze no Grand Prix de Qingdao 2013

ELLEN SANTANA – 70kg

Ranking Mundial: 72º
Idade: 20 anos
Principais resultados:
– Ouro no Campeonato Pan-Americano Júnior 2018
– Ouro no Aberto de Lima 2018
– Ouro no Campeonato Pan-Americano Júnior 2017

MARCELO CONTINI – 73kg

Ranking Mundial: 27º
Idade: 29 anos
Principais resultados:
– Ouro no Aberto de Buenos Aires 2018
– Ouro no Grand Prix de Cancún 2017
– Prata no Grand Slam de Ecaterimburgo 2017
– Ouro no Aberto de lima 2017
– Ouro no Aberto de Santiago 2017
– Bronze no Aberto de Roma 2017
– Ouro no Grand Slam do Rio em 2012
– Prata no Grand Slam de Tyumen 2014
– Bronze no Grand Slam de Baku 2013
– Bronze na Universíade Shenzhen 2011
– Bicampeão Sul-americano (Paladines 2011 e Santiago 2012)

DAVID LIMA – 73KG

Ranking Mundial: 53º
Idade: 21 anos
Principais resultados:
– Prata na Copa Sub-21 de Lignano 2016
– Prata na Copa Sub-21 de Coimbra 2017
– 5º lugar no Campeonato Mundial Júnior 2017
– 5º lugar no Grand Prix de Antalya 2018
– 5º lugar no Campeonato Pan-Americano San Jose 2018

Mais em Judô