Siga o OTD

Judô

Brasil termina 2017 só atrás do Japão no ranking mundial

Com Érika Miranda, Brasil conquista bronze no 1º dia do Masters

Com 42 medalhas de ouro, 37 de prata e 48 de bronze, o Brasil terminou em segundo lugar no ranking mundial de judô de 2017

O World Masters de São Petersburgo encerrou o Circuito Mundial de judô de 2017 nesse final de semana com cinco brasileiros subindo ao pódio. Após o evento, a Federação Internacional de Judô atualizou o Ranking Mundial por países e o Brasil fechou a temporada como o segundo melhor do mundo, atrás apenas do Japão, onde nasceu o Caminho Suave.

A listagem leva em conta todas as medalhas conquistadas pelos países na classe Sênior, ou seja, todos os pódios da equipe principal. Ao todo, a seleção conquistou 103 medalhas, sendo 42 ouros, 23 pratas e 38 bronzes. O Japão lidera a lista com 80 ouros, 37 pratas e 48 bronzes.

França (3º), Rússia (4º), Coreia do Sul (5º), Argentina (6º), Holanda (7º), Austrália (8º), Mongólia (9º) e Israel (10º) completam o ranking dos dez primeiros colocados.

Cinco judocas brasileiros lideraram suas respectivas categorias

No Ranking Mundial por categorias cinco brasileiros terminaram 2017 como número um do mundo.

Na classe sênior, David Moura liderou o pesado masculino (+100kg), enquanto Érika Miranda ficou em primeiro no meio-leve feminino (52kg).

Tivemos líderes de ranking também nas categorias de base. O campeão mundial Sub 21 Daniel Cargnin fechou o ano como número do peso meio-leve (66kg) no Ranking Júnior.
No juvenil, o campeão mundial Aldi Oliveria 50kg e a vice-campeã mundial Gabriella Moraes 63kg também terminaram a temporada em primeiro lugar.

Mais em Judô