Siga o OTD

Judô

Brasil fatura seis medalhas na Rússia. Veja vídeo das finais!

usada no Mundial

A delegação brasileira de judô encerrou o Grand Slam de Ecaterimburgo, que foi disputado neste fim de semana na Rússia, com seis medalhas. Erika Miranda e David Moura garantiram o ouro, Charles Chibana e Marcelo Contini a prata, enquanto Rafaela Silva e Mariana Silva o bronze.

Charles Chibana se garantiu na final da categoria até 66kg com quatro vitórias. O judoca derrotou na estreia o lituano Kestutis Vitkauskas por ippon e o belga Keneth Van Gansbeck com dois wazzaris. Nas quartas-de-final, com um wazzari, passou pelo bielorusso Dzmitry Minkou. Na semifinal, o brasileiro perdia para o russo Yakub Shamilov até 12 segundos para o final, quando conseguiu o ippon para virar o combate. Na decisão contra Abdula Abdulzhalilov, também da Rússia, Chibana levou um hansokumake (desclassificação) por usar a cabeça para se defender de uma queda e ficou com a medalha de prata. Confira!

Já Erika Miranda precisou de três lutas para se assegurar na final da categoria até 52kg. A brasileira começou nas oitavas-de-final contra a russa Olga Titova e venceu por ippon. Nas quartas, a vitória foi contra Darya Skrypnik, da Bielorrússia, também por ippon. Para chegar à decisão, a judoca bateu a russa Natalia Kuziutina no Golden Score. A disputa da medalha de ouro foi contra Alesya Kuznetsova, também da Rússia. A brasileira saiu de uma imobilização e virou o placar com 2 wazaris contra 1 da adversária, no Golden Score, garantindo o primeiro lugar para o Brasil.  Erika agora em Grand Slams participou de 7 finais e levou 4 ouros. Nesta  mesma categoria, Sarah Menezes perdeu na estreia para Reka Pupp, da Hungria. Assista a conquista do ouro!

O Brasil também disputou a final da categoria até 73kg.  Marcelo Contini começou sua campanha no Grand Slam de Ecaterimburgo derrotando por ippon o russo Abri Khamkhoev. Nas quartas-de-final, precisou de um wazzari para derrotar o francês Benjamin Axus. Na semifinal, com apenas 1min07s de luta, bateu o holandês Sam Van Twestende com um ippon. Na final contra Soichi Hashimoto, do Japão, Contini sofreu ippon e ficou com a prata para o Brasil. Na mesma categoria, Marcelo Fuzita foi eliminado na estreia pelo russo Islam Khametov. Veja a luta da medalha!

Já Rafaela Silva não conseguiu chegar até a final da categoria até 57kg. A campeã olímpica, depois de estrear com vitória contra Sappho Coban, da Alemanha, perdeu na segunda rodada para a japonesa Nae Udaka, vencedor do Mundial de 2014, por ippon. Sem chances de lutar pelo ouro, a brasileira derrotou a israelense Timna Nelson Levy com um wazzari na repescagem. Na disputa pelo bronze contra Enkhriilen Lkhagvatogoo, da Mongólia, a campeã olímpica foçou 3 shidos e garantiu a medalha ao Brasil. Assista ao vídeo!

Na categoria até 63kg, Ketleyn Quadros foi eliminada na primeira luta pela alemã Martyna Trajdos, mas Mariana Silva fez uma grande campanha e chegou até a disputa da medalha de bronze. A representante do país nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro na categoria derrotou a holandesa Sanne Vermeer por ippon na estreia e Tserennadmid Tsend-Ayush, da Mongólia, com um wazzari nas quartas-de-final. Na semifinal, no entanto, ela perdeu para a russa Ekaterina Valkova e vai brigar terceiro lugar. Contra Stefanie Tremblay, do Canadá, Mariana foi mais agressiva, forçou 3 shidos e garantiu a medalha de bronze para o Brasil. Confira!

A única categoria do primeiro dia do Grand Slam de Ecaterimburgo em que o Brasil passou longe de brigar por medalhas foi na 60kg em que o único representante do país, Phelipe Pelim, foi eliminado na primeira rodada por Joaquin Gomis, da Espanha.

No segundo dia de competições, o Brasil foi mais discreto

Na categoria acima de 100 kg, David Moura venceu o mongol Temuulen Battulga na semi-final, o russo Andrey Volkov nas quartas de final e o tadjique Shakarmamad Mirmamadov no segundo round no caminho para a final. A final foi contra  o geórgio Levani Matiashvili.

Ambos foram punidos por falta de combatividade com cerca de dois minutos de luta e o brasileiro foi derrubado aos três, mas conseguiu girar e cair com o cotovelo. Dessa forma, o geórgio não pontuou. Pouco antes do fim do tempo, Moura acusou uma lesão no braço esquerdo e se agachou no tatame, com cara de dor. A luta foi para o golden score, quando o brasileiro foi declarado vencedor após mais uma punição para Matiashivili.

Na categoria acima de 78 kg, Maria Suelen Altheman venceu a russa Daria Karpova no primeiro round e perdeu para a japonesa Sarah Asahina no segundo, para então vencer a russa Ksenia Chibisova na repescagem. Na disputa pelo bronze, ela enfrentou a alemã Carolin Weiss.

A luta foi bem estudada e nenhuma das duas judocas se arriscou a tomar a iniciativa por receio de levar um contragolpe. A alemã foi punida por falta de combatividade quando restava pouco mais de um minuto de luta. Com 30 seguntos no cronômetro, as duas foram punidas pela mesma razão. O tempo zerou sem que nenhuma das duas pontuasse e no tempo extra, Weiss anotou um wasari e conquistou a medalha.

Na categoria acima de 100 kg, Rafael Silva foi eliminado na repescagem para o húngaro Bama Bor. Antes disso, ele folgou na primeira rodada e venceu o russo  Renat Saidov no segundo round, antes de perder nas quartas de final para o geórgio Levani Matiashvili.

Na categoria até 90 kg, Eduardo Bettoni foi eliminado na repescagem para o geórgio Ushangi Margiani. Antes, ele havia vencido o lituano Rokas Nenartavicius no primeiro round e o britânico Max Stewartno segundo round, para então  perder nas quartas de final para o espanhol Nikoloz Sherazadishvili.

Na categoria até 78 kg, Camila Yamakawa foi eliminada no primeiro round após perder para a alemã Jasmin Kuelbs.

Na categoria até 70 kg, Maria Portela foi eliminada na repescagem para a espanhola Maria Bernabeu. Antes, ela havia vencido a cazaque Aelita Chsherbakova e perdido nas quartas de final para a bielorrusa Aleksandra Samardzic.

Na categoria até 81 kg, Victor Penalber foi eliminado na repescagem para o geórgio Zebeda Rekhviashvili. Antes ele havia vencido o português Anri Egutidze no segundo round e perdido nas quartas de final para o russo Murat Khabachirov.

Na categoria até 100 kg, Luciano Correa foi eliminado na repescagem para o austríaco Laurin Boehler. Antes ele havia vencido o sueco Joakim Dvarby no segundo round e perdido nas quartas de final para o geórgio Varlam Liparteliani.

Na categoria até 100 kg, Rafael Buzacarini foi eliminado no segundo round após perder para o francês Alexandre Iddir.

Mais em Judô