Siga o OTD

Jogos Sul-Americanos

Brasil participa das cinco finais possíveis no tênis de praia

Joana Cortez e Rafaella Miller fazem final totalmente brasileira no individual feminino

Divulgação/COB

Nesta sexta-feira (22), o penúltimo dia dos Jogos Sul-Americanos de Praia 2019, em Rosário, na Argentina, o Brasil garantiu vagas nas cinco finais possíveis do tênis de praia na competição.

No individual feminino, o Brasil tem ouro e prata garantidos, já que nesta sexta, Joana Cortez e Rafaella Miller farão a grande final. Nas semifinais, disputadas também hoje, Rafaella derrotou a venezuelana Valentina Persad por 2 a 1 (6×1, 7×6, 10×4) e Joana bateu a também venezuelana Patricia Diaz por 2 a 0 (6×1, 6×4). Antes, Rafaella havia vencido Dominique Hopman, de Aruba, por 2 a 0 (6×1, 6×1), na estreia, e Jessica Orselli, da Argentina, também por 2 a 0 (6×1, 6×4). Já Joana passou por Maria Emília Coronel, do Equador, por 2 a 0 (6×1, 6×0), e por Patricia Cortes, da Bolívia, pelo mesmo placar (6×2, 6×0).

Como não poderia ser diferente, nas duplas femininas, Joana e Rafaela também estão na decisão. Elas estrearam com vitória por 2 a 0, duplo 6×0, sobre as equatorianas Viteri/Coronel, e, na semifinal, derrotaram as argentinas Orselli/Wirth por 2 a 0 (6×1, 6×0). Na final enfrentam as venezuelanas Rios/Carrero.

No individual masculino, Thales Santos vai brigar pelo ouro. Ele passou por Aksel Samardzic, de Aruba, por 2 a 0 (6×3, 6×3), na semifinal, e faz a final contra o venezuelano Ramon Guedez. Anteriormente, Thales havia vencido Alexander Beller, do Chile, por 2 a 0 (7×6, 6×4). Já o outro representante do Brasil, Marcus Vinicius Ferreira, foi derrotado na estreia pelo venezuelano Alejandro Quijada por 2 a 1 (4×6, 6×3, 7×10).

Nas duplas, Thales e Marcus Vinicius se garantiram na final ao derrotar os argentinos Gudon/Rossini por 2 a 0, parciais de 6×1 e 6×3. Na decisão, enfrentam Castro/Samardzic, de Aruba. E, por fim, nas duplas mistas, a equipe brasileira foi formada por Thales e Rafaella. Na semifinal, eles enfrentaram Sepúlveda Tapia/Costa Melgar, do Chile, e venceram por 2 a 0 (6×0, 6×3). Na decisão, pegam Guedez Maluf/Diaz Mosquera, de Aruba.

Mais em Jogos Sul-Americanos