Siga o OTD

Parapan 2019

Susana lamenta união de classes: “tomada de tempo de luxo”

Experiente, a nadadora Susana Schnarndorf desabafou sobre a junção das categorias na natação paralímpica dos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019

A natação começa, nesse domingo (25), nos Jogos Parapan-Americanos de Lima 2019. A experiente Susana Schnarndorf chega para sua quarta edição da competição. Mesmo pela alegria ao estar no Parapan, a brasileira não consegue esconder a insatisfação com a junção das categorias nas provas em que disputa. Entenda assistindo ao vídeo!

“Minhas provas foram bem prejudicadas aqui, porque juntaram as minhas classes. Minha principal prova não vai valer medalha, mas nunca desanimar, sempre tentar fazer o melhor tempo aqui, porque logo em seguida a gente vai pro Campeonato Mundial. A gente fica chateado, mas já passou. Agora vamos buscar fazer o melhor tempo que eu puder aqui,” contou em entrevista exclusiva ao Olimpíada Todo Dia.

+ SE INSCREVA NO NOSSO CANAL NO YOUTUBE

Não tem tempo mesmo para lamentar. O calendário de Susana Schnarndorf começa já no primeiro dia e vem muito pela frente:”Eu vou competir cinco provas: 150m medley sem valer medalha; depois 50m, 100m, 200m livre; os 50m costa. Tudo juntando com as classes mais altas.”

As reclassificações e até a junção de atletas de categorias diferentes em uma mesma prova pode até ser comum, mas isso foi muito questionado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro esse ano, já que é subjetivo e prejudica e muito os atletas – principalmente atletismo e natação na edição de Lima 2019.

“Eu sou S4, minhas provas de S4 juntaram com S5. São pessoas que tem menos deficiência. Então fica meio injusto da gente competir. E minha principal prova não vai valer medalha. A gente fica chateado que treina muito, treina bastante para isso daqui, mas bola pra frente. Nunca foi fácil. Vamos lá e buscar fazer uma tomada de tempo de luxo, que eu vou fazer aqui. A piscina é muito boa, competição é bacana para caramba e vamos embora.”

O caminho agora é um só: “Super bacana. Dá o maior friozinho na barriga. Sempre bacana. Gratidão imensa de poder estar aqui quarto Pan juntando com o olímpico e paralímpico é o quarto. Vamos lá.”

Mais em Parapan 2019