Siga o OTD

Pan 2019

Casos de doping mudam o quadro de medalhas de Lima 2019

Mudanças no quadro de medalhas oficial do Pan-Americano de Lima 2019 ocorreram após análise e desqualificação dos atletas pegos no doping durante a competição.

Rafaela Silva no judô dos Jogos Pan-Americanos

Após um longo e completo processo de análise dos casos de doping descobertos em Lima 2019, o Comitê Executivo do Panam Sports aprovou as decisões e desqualificações propostas pela Comissão Disciplinar, levando a uma série de mudanças no Quadro de Medalhas dos Jogos, realizado em julho e agosto. Essas decisões foram tomadas na recente reunião do Comitê Executivo em Fort Lauderdale, Estados Unidos.

+ CONFIRA TODAS AS MUDANÇAS NO QUADRO DE MEDALHAS

O Brasil perdeu o ouro conquistado pela judoca Rafaela Silva, a prata de Andressa de Morais no lançamento de disco e o bronze da equipe de ciclismo, por causa do doping de Kacio Freitas.

Por outro lado, a delegação brasileira herdou uma medalha. Fernanda Martins pulou do bronze para prata no lançamento do disco.

No fim das contas, o Brasil perdeu um ouro e dois bronzes. Com esse desempenho, o Time Brasil segue no segundo lugar geral e ainda mantém o recorde de medalhas de ouro em Jogos Pan-Americanos.

A Argentina passou do sexto para o quinto lugar na classificação geral, enquanto o país anfitrião Peru também se beneficiou dessas mudanças, acrescentando dois bronzes ao seu surpreendente total de 41 medalhas para alcançar seu histórico décimo lugar.

“Fomos muito cuidadosos com a questão do doping nos Jogos Pan-Americanos de Lima 2019, respeitando todos os protocolos e processos correspondentes. Após a reunião do Comitê Executivo, aprovamos oficialmente as decisões da Comissão Disciplinar e as respectivas desqualificações dos atletas envolvidos, o que gerou as mudanças que estamos relatando hoje. Com isso, fechamos a tabela de medalhas dos nossos Jogos ”, disse o secretário geral de Esportes da Panam, Ivar Sisniega.

Deve-se notar que houve 15 casos positivos de doping em Lima 2019, de um total de 1.905 amostras colhidas (1.652 urina e 253 sangue) de atletas durante os Jogos Pan-Americanos de Lima.

Mais em Pan 2019