Siga o OTD

Pan 2019

Resumo do dia #1: Obras em Lima e ansiedade pela estreia

Faltam três dias para a abertura oficial dos Jogos Pan-Americanas e o Time Brasil vai aos poucos chegando em Lima. Já são mais de 130 os brasileiros hospedados na Vila Pan-Americana. A primeira delegação do país a pisar em solo peruano foi a da ginástica artística. A equipe chegou no domingo e fez o primeiro treino na segunda-feira.

“Fomos os primeiros a chegar na Vila, então a gente já estava querendo saber como era o ginásio. Tudo. A gente já estava criando expectativa. Foi um bom primeiro treino, né? A gente gostou bastante da aparelhagem, está um pouco novo que nem… Acho que acabou de sair do pacote. Então escorrega um pouquinho. A gente tem que se adaptar um pouco. Foi uma boa primeira impressão, eu acho. Estou só me acostumando um pouco com o frio, né? Porque eu sou do Rio. Mas as instalações estão ótimas, a gente está bem feliz. Tudo é muito colorido, tudo muito alegre, acho que dá um bem-estar isso”, acredita Jade Barbosa, que, aos 28 anos, virou a mais experiente e líder da Seleção Brasileira.

As meninas da ginástica só começam a competir na terça da semana que vem, mas os primeiros brasileiros a entrarem em ação são os do vôlei de praia. O complexo esportivo da Costa Verde San Miguel, onde vai ser a disputa, está longe de ter terminado. O local tem tudo para ser um dos mais divertidos do Pan porque, além do vôlei de praia, vai receber o ciclismo BMX e a patinação velocidade, mas o que se vê, por enquanto, é operário para todo lado correndo contra o tempo para deixar tudo pronto. A quadra 2 do vôlei de praia, por exemplo, ainda não foi entregue. Mas a principal, pelo menos no que diz respeito à parte esportiva, está aprovada. “A gente se surpreendeu, achou a areia muito boa, a quadra muito boa. Não tem vento e o clima está muito gostoso”, afirmou Carol Horta após o primeiro treino realizado ao lado da parceira Angela na quadra central.

Quem também começa a competir na quarta-feira, dois dias antes da cerimônica de abertura é a Seleção Brasileira de handebol feminino. Atual pentacampeã dos Jogos Pan-Americanos, a equipe começa contra Cuba a caminhada rumo ao hexa.

“Eu acho que vai ser um jogo difícil. Todo primeiro jogo é difícil, mas a gente vem se preparando bastante e a gente vai tentar dar nosso melhor com certeza”, garante a armadora Ana Paula.

Mais em Pan 2019