Siga o OTD

Pan 2019

Avancini revela como se tornou um dos melhores do mundo

O carioca de 30 anos está hoje no Top 3 do ranking mundial, feito que ele só conseguiu porque nunca se acomodou em ser “apenas” o melhor do Brasil.

Grande favorito à medalha de ouro nos Jogos Pan-Americanos, Henrique Avancini enxerga uma revolução no mountain bike brasileiro nos últimos anos. Hoje em dia, são mais de 60 ciclistas profissionais vivendo apenas do esporte no país. Mas ele quer mais! Quer ajudar os compatriotas a alcançar o mesmo sucesso que ele tem lá fora. O carioca de 30 anos, nascido em Petrópolis, está hoje no Top 3 do ranking mundial, feito que ele só conseguiu porque nunca se acomodou em ser “apenas” o melhor do Brasil.

“O meu objetivo desde o começo, desde anos atrás, não era ser o melhor brasileiro. Isso era uma das coisas que mais me irritava quando eu ouvia alguém falar ‘Esse cara vai ser o melhor brasileiro’. Não quero ser o melhor brasileiro, quero ser um cara bom a nível mundial. Pode ser que eu esteja perdendo para algum brasileiro, mas eu quero ser um cara top mundial e a minha busca foi voltada a isso: o que que eu tenho que fazer para me desenvolver como atleta para competir bem nos grandes eventos, como os caras competem, como os caras pilotam, como é a gestão da corrida em si, a preparação para fazer uma boa temporada de Copa do Mundo”, conta o ciclista, que em 2018 foi campeão mundial na modalidade maratona, que não é olímpica, e subiu no pódio duas vezes seguidas nas duas últimas semanas na prova de cross country da Copa do Mundo de mountain bike.

Esforço e dedicação nunca faltaram a Henrique Avancini, mas ele só conseguiu realmente se firmar entre os melhores atletas do planeta depois do ciclo olímpico Rio 2016. E sabe ele exatamente qual foi a chave para chegar onde queria. “O grande ponto de partida vem da preparação mental. Isso me ajudou muito a potencializar o esforço que eu empregava em outras áreas, a tirar um pouco mais do esforço que eu já aplicava. Cponsegui otimizar um pouco o trabalho que eu vinha fazendo já há anos. A energia que eu aplicava para me desenvolver em alguma coisa era muito grande comparado ao benefício que eu tirava desse esforço. Então, depois que eu consegui ajustar algumas coisas mentalmente, o esforço que eu aplico hoje, eu consigo tirar mais benefícios desse esforço. E isso se reflete em resultados mais expressivos na pista”, garante.

Apesar de ter chegado entre os melhores, Henrique Avancini continua sem se acomodar. Para a temporada de 2019, ele colocou como meta ganhar, pelo menos, uma etapa da Copa do Mundo, fato que vai, acredita ele, credenciá-lo a fazer o mesmo na Olimpíada de Tóquio e nos Campeonatos Mundiais. Além disso, o ciclista quer servir de referência para que outros brasileiros peguem carona no sucesso obtido por ele.

“Uma das grandes missões que eu tenho hoje na carreira é mudar o padrão esportivo da minha modalidade. O grande ponto que a gente tem defasado é ensinar os atletas brasileiros a competir as provas de alto rendimento. Você aprender a disputar uma Copa do Mundo, um Campeonato Mundial, uns Jogos Olímpicos requer um desenvolvimento do atleta desde o começo da carreira muito diferente na parte de pilotagem, na parte de setup da bicicleta, na parte de distribuição de esforço e isso é muito difícil no mountain bike”, explica Avancini, que vê o momento atual como propício para o desenvolvimento ainda maior da modalidade no país.

“Eu quis buscar muito minha paixão com uma chance de melhorar de vida. Em 2012, eu era o segundo atleta do Brasil no ranking olímpico e eu competi seis meses sem nenhum patrocínio, sem nenhum auxílio. Estamos falando só de sete anos atrás. E hoje, quando a gente olha o cenário da bike do Brasil, a gente tem mais de 60 atletas vivendo profissionalmente do mountain bike. Isso, para uma modalidade olímpica, é coisa para caramba. É um crescimento absurdo em sete anos. Provavelmente teremos três atletas em Tóquio. Pensando nesses termos, é uma modalidade super desenvolvida profissionalmente falando. E fico muito feliz de ter sido uma parte importante do desenvolvimento do mountain bike como uma possibilidade de profissão mesmo. Hoje a gente tem um cenário bastante sólido. Para mim, isso lá atrás era só um sonho”, finalizou.

AGENDA DO DIA

ago 20 00:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 RS:X feminino 16º 14º 5º lugares / 13º lugar com 112p.p em 11 regatas - classificação final Patrícia Freitas ago 20 00:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 Laser 5º 7º / 8º lugar com 68 pontos em 8 regatas Robert Scheidt ago 20 00:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 Finn 16º (18º) / 7º lugar com 68p.p. em 8 regatas Jorge Zarif ago 20 00:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 470 feminino 4º 1º lugares / 6º lugar com 46p.p em 8 regatas Fernanda Oliveira/Ana Barbachan ago 20 00:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 49er FX 8º 7º 7º / 2º lugar com 51 pontos perdidos após 12 regatas / classificada para o Medal Race Martine Grael e Kahena Kunze ago 20 00:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 Nacra 17 5º 7º 8º lugares / 11º lugar com 101p.p em 12 regatas - classificação final Samuel Albrecht/Gabriela Nicolino ago 20 02:00 Evento Teste de Vela - Tóquio 2020 470 masculino 18º 16º / 15º lugar com 85p.p. em 8 regatas Geison Mendes/Gustavo Thiesen ago 20 04:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Composto Cadete feminino 41º lugar / 636 pontos / classificada para o eliminatório Juliana Pinho (BRA) ago 20 04:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Composto Cadete masculino 55º lugar / 639 pontos / classificado para o eliminatório César Almeida (BRA) ago 20 04:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Recurvo Júnior feminino 12º lugar / 626 pontos / classificada para o eliminatório Ana Machado (BRA) ago 20 04:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Recurvo Júnior masculino 72º lugar / 606 pontos / classificado para o eliminatório Matheus Zwick Ely (BRA) ago 20 04:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Recurvo Júnior masculino 57º lugar / 616 pontos / 13º lugar / 646 / classificado para o eliminatório Marcus Vinícius Porto (BRA) ago 20 04:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Recurvo Júnior masculino 13º lugar / 646 / classificado para o eliminatório Marcelo Costa (BRA) ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 400m livre masculino 21º lugar / 3min55s83 Eduardo Moraes ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 100m costas masculino 17º lugar / 55s96 Pedro Henrique Motta ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 400m medley feminino 29º lugar / 5min10s47 Maria Fernanda de Oliveira Costa ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 100m peito masculino 38º lugar / 1min04s10 Vitor Pinheiro Souza ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 100m peito masculino 30º lugar / 1min03s44 Davi Martins Mourão ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 100m costas feminino 21º lugar / 1min03s25 Fernanda Celidonio ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 100m costas feminino 25º lugar / 1min04s09 Alexia Tavares Assunção ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 400m livre masculino 12º lugar / 3min52s45 Murilo Sartori ago 20 04:30 Mundial Júnior de natação 4x100m livre masculino 4º lugar / 3min20s63 / classificado para a final Brasil ago 20 05:00 Challenger de L'Aquila Guilherme Clezar (BRA) 2 Ante Pavic (CRO) 0 ago 20 06:45 Aberto da República Tcheca de tênis de mesa Filip Zeljko (CRO) 0 Vitor Ishiy (BRA) 4 ago 20 09:05 Aberto da República Tcheca de tênis de mesa Jamia Laurenti (ITA) 4 Bruna Takahashi (BRA) 3 ago 20 11:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Recurvo Cadete masculino 104º lugar / 530 pontos / classificado para o eliminatório Tiago Porto Rosa (BRA) ago 20 11:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Recurvo Cadete feminino 26º lugar / 638 pontos / classificada para o eliminatório Ana Luíza Caetano (BRA) ago 20 11:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Composto Júnior masculino 26º lugar / 689 pontos / classificado para o eliminatório Luccas Abreu (BRA) ago 20 11:00 Mundial da Juventude de tiro com arco Composto Júnior feminino 41º lugar / 614 pontos / classificada para o eliminatório Daniela da Silva Brito (BRA) ago 20 12:00 ITF de Guayaquil Rebeca Pereira (BRA) 2 Carolina Alvarez (EQU) 0 ago 20 12:30 Mundial Júnior de natação 4x100m livre masculino – Final 5º lugar / 3min20s17 Brasil ago 20 13:15 Aberto da República Tcheca de tênis de mesa Gustavo Tsuboi (BRA) 4 Olav Kosolosky (BEL) 1 ago 20 13:30 ITF de Guayaquil Sofia Sewing (EUA) 0 Thaisa Pedretti (BRA) 2 ago 20 14:00 ITF de Guayaquil Chieh-Yu Hsu (TPE)/Marcela Zacarias (MEX) 2 Nathaly Kurata (BRA)/Eduarda Piai (BRA) 0 ago 20 14:00 ITF de Lambare Maria Ignacia Lopez (CHL) 2 Letícia Giudci (BRA) 0 ago 20 14:05 Aberto da República Tcheca de tênis de mesa Eric Jouti (BRA) 2 Tamas Lakatos (HUN) 4 ago 20 14:05 Aberto da República Tcheca de tênis de mesa Vitor Ishiy (BRA) 2 Jin Ueda (JAP) 4 ago 20 15:00 US Open - Qualifying João Menezes (BRA) 2 Filip Horanský (ESQ) 1 ago 20 16:05 ITF de Guayaquil Victoria Bosio (ARG)/Jazmin Orenzi (ARG) 0 Barbara Gatica (CHL)/Rebeca Pereira (BRA) 2 ago 20 17:15 US Open - Qualifying Peter Polansky (CAN) Rogério Dutra Silva (BRA) ago 20 17:15 ITF de Guayaquil Thaisa Pedretti (BRA)/Anastasia Nefedova (EUA) Maria Carle (ARG)/Lara Escauriza (PAR) ago 20 17:55 ITF de Cancún Eliz Maloney (GBR)/Shatoo Mohamad (EUA) Ingrid Gamarra Martins (BRA)/Melissa Morales (GUA) ago 20 18:40 ATP 250 de Winston-Salem Marcelo Melo (BRA)/Lukasz Kubot (POL) Marcelo Demoliner (BRA)/Dominic Inglot (GBR) ago 20 19:00 ITF de Lambare Alexia Pitt (EUA)/Tatiana Terwindt (PAR) Letícia Giudci (BRA)/Vivian Toma (BRA) ago 20 19:00 Campeonato Paulista de Basquete Masculino - Primeira Fase América Franca Basquete ago 20 20:00 Campeonato Paulista de Basquete Masculino - Primeira Fase São Paulo Mogi das Cruzes ago 20 21:00 Liga Nacional de Handebol Masculino - Conferência Sul-Sudeste São Caetano Handebol Handebol Londrina ago 20 21:30 Amistoso de vôlei feminino Brasil Argentina ago 20 23:30 WNBA Los Angeles Sparks Minnesota Lynx

Mais em Pan 2019