Siga o OTD

Ginástica Rítmica

Brasil encerra sem finais participação no mundial júnior

Viviane Oda, na fita, Ana Luisa Passos, nas maças, e Maria Moraes, na bola, ficaram na 29ª individual. Mariana Gonçalves foi a 36ª na corda

Divulgação CBG

Das quatro brasileiras que competiram no individual do mundial júnior de ginástica rítmica, três ficaram na 29ª colocação. Viviane Oda, na fita, Ana Luisa Passos, nas maças, e Maria Moraes, na bola. Mariana Gonçalves foi a 36ª na corda. No total, eram 61 atletas participando das provas individuais.

O mundial júnior de ginástica rítmica está sendo realizado em Moscou, na Rússia, de sexta (19) até domingo (21). A participação da deleção brasileira terminou neste sábado (20) já que o país não conseguiu entrar para nenhuma das finais, tanto no individual quanto no conjunto.

Viviane Oda fez 13.100 na fita. A oitava classificada para a final foi a japonesa Mirano Kita, com 15.600 e a melhor foi a russa Dariia Sergaeva, com 18.250. Ana Luisa Passos marcou 14.800 nas maças. Em oitavo ficou Polina Murashko, da Estônia, com 16.950 e, em primeiro outra russa, Lala Kramarenko, com 21.550.

Na bola Maria Moraes somou 14.650, um total de 2.350 atrás da última vaga na final, ocupada pela espanhola Teresa Gorospe. Lala Kramarenko ganhou essa também, com 22.000 redondos. Por fim, Mariana Gonçalves marcou 12.650. A sul-coreana Kim Garam ficou em oitavo, com 15.700, e Anastasia Simakova, outra russa, venceu com 19.800.

Conjuntos

O Brasil competiu ainda com conjuntos das 5 fitas e dos arcos no mundial júnior de ginástica rítmica. Ficou em 26, de 32 países, nas 5 fitas, com 11.550, e em 27º de 33 times nos arcos, com 14.750.

A Polônia ficou com a oitava e última vaga na final das 5 fitas com 16.750 e, nos arcos, foi o Azerbaijão com 20.900. Em ambas a Rússia foi a melhor, com 22.650 e 26.900, respectivamente.

Mais em Ginástica Rítmica