Siga o OTD

Ginástica Artística

Arthur Nory é campeão mundial na barra fixa

Arthur Nory conquista na barra fixa a medalha de ouro no Mundial da Alemanha. Sininho foi quarta no solo

Arthur Nory, Mundial de Ginástica Artística
Ricardo Bufolin/CBG

Arhur Nory é campeão mundial na barra fixa! O brasileiro conquistou o ouro com uma série espetacular na final disputada neste domingo (13), em Stuttgart, na Alemanha. Marcou 14.900 pontos para cravar seu nome na história da ginástica artística.

Além de Arthur Nory, Flávia Saraiva, a Sininho, disputou finais no último dia do Mundial de Ginástica Artística e conquistou a quarta colocação no solo. Obteve ainda um sexto na trave.

Arthur Nory foi o quinto a se apresentar em sua série final e marcou 14.900. Foi o melhor desempenho até então, mas ainda faltavam três atletas. O primeiro, o sexto da ordem, foi o japonês Daiki Hashimoto e ele ficou atrás com 14.233. Ali o pódio estava garantido para o brasileiro.

Arthur Nory, no Mundial de Ginástica Artística
(Ricardo Bufolin/CBG)

A seguir veio Tyson Bull, da Austrália, que caiu e saiu da briga. Faltava apenas Samuel Mikulak, medalhista de bronze no mundial do ano passado. Não deu para ele. Marcou apenas 14.066 e fez Arthur Nory desabar em lágrimas.

A prata foi para o croata Tin Srbic, com 14.666, e o bronze foi para o russo Artur Dalaloyan, com 14.533.

Flávia Saraiva

Flávia Saraiva fechou sua participação no Mundial de Ginástica Artística com um sexto lugar na trave e um quarto no solo. Ela já havia conquistado dois sétimos lugares, um nas barras assimétricas e o outro no individual geral. De quebra, ainda garantiu vaga nas Olimpíadas de Tóquio.

A Sininho foi a primeira a se apresentar pelo Brasil no dia, na final da trave. Acabou sofrendo uma queda e fechou na sexta colocação com 13.400. Saiu de 5.700 na dificuldade e recebeu 7.700 na execução.

Simone Biles, dos Estados Unidos, ficou com o ouro anotando 15.066 (6.400/8.666), seguida por duas chinesas: Liu Tingting e Li Shijia, com 14.433 e 14.300, respectivamente.

Flávia Saraiva voltou na quarta final do dia, no solo feminino. Foi a sexta a se apresentar e saiu com o terceiro lugar marcando 13.966, sendo 5.500 de saída e mais 8.466 na execução.

Ainda faltavam duas atletas, dentre elas Simone Biles. Logo depois do anúncio da nota, o Brasil entrou com um recurso oficial pedindo revisão da nota de saída, que não foi aceito.

Como de se esperar, Simone Biles acabou retirando Flávia Saraiva do pódio ao marcar 15.133 e ficar com a medalha de ouro, seu quinto título mundial no solo e 25º em mundiais. Isso em cerca de três anos.

A prata também foi para os Estados Unidos, com Sunisa Lee (14.133), e o bronze foi para Angelina Melnikova, da Rússia (14.066).

Brasil no Mundial de Ginástica Artística

Além dos dois, Caio Souza e Arthur Zanetti também disputaram finais individuais no Mundial de Ginástica Artística da Alemanha. No individual geral, Caio ficou em 13º e, nas argolas, Zanetti conquistou a quinta colocação. Além disso, o time masculino conquistou vaga para os Jogos Olímpicos de Tóquio.

Mais em Ginástica Artística