Siga o OTD

Futebol

Copa da França registrou aumento no desempenho físico

Estudo organizado pela Fifa mostra crescimento significativo das atletas de todos os países participantes em relação ao Mundial de 2015, realizado no Canadá

Copa do Mundo FIFA Marta melhor desempenho físico
Copa do mundo da França registrou aumento no desempenho físico das atletas (FIFA/Getty Images)

A Copa do Mundo de futebol feminino, realizada na França no ano passado e que terminou com o tetracampeonato dos Estados Unidos, continua mostrando um grande sucesso em diversas áreas. Além do recorde de público e do grande retorno financeiro, o evento foi um marco no desenvolvimento físico das atletas, segundo estudo da Fifa.

O estudo mostra que as demandas físicas do futebol feminino aumentaram nos últimos anos e que o condicionamento das atletas cresceu, elevando o nível e a intensidade do jogo. Foram analisadas 436 jogadoras de 24 países durante a Copa da França.

+ SIGA O OTD NO FACEBOOKINSTAGRAMTWITTER E YOUTUBE

“A primeira grande surpresa foi a drástica mudança do condicionamento das jogadoras na Copa do Mundo de 2015 no Canadá comparada ao torneio de 2019 na França, especialmente se observarmos as pequenas mudanças ocorridas entre 2011 e 2015,” avalia o pesquisador da Universidade de John Moores em Liverpool e consultor físico da equipe do Barcelona, Paul Bradley, um dos responsáveis pelo estudo.

“Observamos um aumento de 16% a 32% no nível de intensidade da corrida das jogadoras de todas as posições da Copa do Canadá para a da França. Isso é uma prova clara da evolução do futebol feminino,” acrescentou o cientista.

Dawn Scott, coordenadora de performance da seleção dos Estados unidos de 2010 a 2019 e também integrante da equipe do estudo, complementa: “Fica evidente que em 2019, as jogadoras correm distâncias maiores e de maneira mais rápida do que em 2015. Isso significa que os times de pior ranking completaram atividades bem mais intensas nesse ano, o que pode refletir no aumento dos níveis de condicionamento físico.”

Em 2023

Segundo os cientistas, a tendência é que o nível físico das atletas aumente cada vez mais.

Um estudo organizado pela FIFA mostrou que a Copa do Mundo da França de futebol feminino, ocorrida em 2019, teve um aumento no desempenho físico das atletas
Austrália/Nova Zelândia sede Copa do Mundo Feminina 2023 (Twitter/FIFAWWC)

A próxima edição da Copa do Mundo feminina ocorrerá em dois países diferentes. A candidatura conjunta de Austrália e Nova Zelândia venceu a concorrência e as duas nações vão sediar a próxima edição do evento.

O Brasil também estava na disputa, as retirou sua candidatura antes do anúncio oficial feito pela Fifa.

Mais em Futebol