Siga o OTD

Futebol

Brasil toma virada da Austrália na Copa do Mundo

Com gols de Marta e Cristiane, Brasil sai na frente, mas toma a virada e se complica na Copa do Mundo da França.

Assessoria / CBF

O Brasil voltou a campo nesta quinta-feira (13) para enfrentar a Austrália pela Copa do Mundo de futebol feminino, na cidade de Montpellier, França. Marta foi titular e abriu o placar. Cristiane fez o 2 a 0, mas a Austrália virou com três gol, um deles contra de Mônica.

Na estreia, o Brasil venceu a Jamaica por 3 a 0, com três gols da atacante Cristiane. Caso derrote as australianas pode garantir a vaga para as oitavas de final. Isso porque as australianas perderam na estreia para a Itália, por 2 a 1.

Na terceira rodada da Copa do Mundo de futebol feminino, o Brasil enfrenta a Itália, na terça-feira (18). Os classificados do grupo em que a seleção de futebol feminino está na Copa do Mundo, o grupo C, enfrentam nas oitavas ou o segundo colocado do grupo A ou o melhor terceiro entre os integrantes das chaves A, B e F. O mata mata começa no dia 22 de junho.

+CONFIRA A TABELA DA COPA DO MUNDO DE FUTEBOL FEMININO

O jogo

A atuação do Brasil foi praticamente impecável na etapa inicial diante da Austrália. Bem compactada e fatal nos contra-ataques, a Seleção saiu para o intervalo vencendo por 2 a 1. O primeiro gol nasceu de boa troca de passes, de pé em pé, até Tamires encontrar Letícia Santos, que foi puxada pela camisa por Knight, dentro da área. A árbitra marcou pênalti.

Na cobrança, Marta bateu com categoria, deslocando a goleira Willians, que nem sequer saiu na foto. O segundo gol, aos 38, foi verdadeira obra de arte brasileira. Tamires aplicou linda caneta (ou ovinho) em Gielnik, tocou para Debinha, que foi à linha de fundo e cruzou. Cristiane, sempre bem posicionada, subiu mais alto que a defesa australiana e cabeceou no canto, no contrapé de Willians, balançando as redes pela quarta vez neste Mundial.

Mas, nos minutos finais, a Austrália começou a oferecer perigo nas bolas aéreas. E foi em uma delas que, aos 46 minutos, acabou marcando com Foord, que apareceu na pequena área e empurrou para o fundo da rede de Bárbara.

O técnico Vadão promoveu duas alterações no intervalo: colocou Ludmila e Luana, respectivamente nas vagas de Marta e Formiga. A Austrália, que voltou um pouco melhor no segundo tempo, conseguiu virar o placar antes da metade do período. A Seleção por pouco não fez o terceiro no início, com Debinha infiltrando na área e chutando para tirar tinta da trave. Mas, aos poucos, o Brasil começou a recuar seu posicionamento.

Na marca dos 12 minutos, Lorgazo cruzou, a trajetória da bola enganou a Bárbara e foi morrer no fundo do gol. Depois, aos 23, após nova bola alçada na área brasileira, a zagueira Mônica tentou cortar e acabou fazendo contra. A árbitra precisou do auxilio do vídeo para confirmar o terceiro gol australiano. Depois da virada, aos 29, Vadão tirou Cristiane e colocou Bia Zaneratto. A Seleção ainda teve um lance duvidoso não marcado a seu favor: na marca dos 46 minutos, após bola na área, Andressa se enrolou com a zagueira australiana.

Optando por não rever a jogada em vídeo, a árbitra não marcou o pênalti. Nos momentos finais, a Seleção Brasileira até tentou pressionar, mas não conseguiu furar a retranca que a equipe australiana montou.

Mais em Futebol