Siga o OTD

Esportístico

Os brasileiros bicampeões olímpicos: um feito raro

Apenas 13 brasileiros alcançaram o lugar mais alto do pódio olímpico em duas ocasiões

Adhemar Ferreira da Silva (foto: reprodução/YouTube)

Conquistar uma medalha de ouro olímpica já não é fácil. Duas, então, é um feito raríssimo. Tanto que somente 13 brasileiros na história alcançaram o feito.

O lendário Adhemar Ferreira da Silva subiu no lugar mais alto do pódio duas vezes na década de 50, no salto triplo. Depois disso, o Brasil precisou esperar quase 50 anos para ver outros bicampeões: os velejadores Robert Scheidt, Torben Grael e Marcelo Ferreira e os voleibolistas Maurício Lima e Giovane Gávio, em 2004.

+ Siga o Esportístico no Instagram
+ Curta a página do Esportístico no Facebook
+ Conheça o canal do Esportístico no YouTube

Em 2008, seis jogadoras da seleção de vôlei feminino conquistaram seu segundo ouro: Fabi Alvim, Fabiana Claudino, Jaqueline Carvalho, Paula Pequeno, Sheilla Castro e Thaísa Menezes. E, por fim, em 2016, foi a vez de Serginho no vôlei masculino.

Note que nenhum deles conquistou duas medalhas de ouro em uma mesma olimpíada, algo ainda jamais alcançado por um esportista brasileiro.

E também ninguém subiu no lugar mais alto do pódio por três vezes. É um feito que poderá ser alcançado na Olimpíada de Tóquio no ano que vem por algumas voleibolistas, já que, das bicampeões, à exceção de Fabi Alvim, todas continuam na ativa e podem ser convocadas para a disputa olímpica.

Será que rola?

Sobre o Autor

Foto de André Rossi

Saulo Próspero é um apaixonado por esportes olímpicos. Engenheiro de formação, criou o blog Os Olímpicos em 2010 e segue acompanhando todos os esportes, de verão ou de inverno. Escrevendo e torcendo. Já esteve em três Olimpíadas e segue em 2020 para a sua quarta. E contando...

Mais em Esportístico