Siga o OTD

Tóquio 2020

Documentários esportivos para assistir durante a quarentena

No OTDoc, damos seis dicas com dicas de documentos ligados ao mundo olímpico para o seu final de semana de quarentena

(crédito: reprodução)

O final de semana está chegando. E nesses tempos de pandemia, é importante ficarmos em casa, sem contato com terceiros para que o coronavírus não se espalhe, como recomendam as autoridades. Nós do Olimpíada Todo Dia seguimos tentando ajudar as pessoas nesse período de quarentena. Depois de indicações de filmes e livros relacionados aos esportes olímpicos para você aproveitar ao longo da semana, deixamos aqui seis documentários para você assistir em casa.

Começa hoje, portanto a sessão OTDoc, sempre com documentários interessantes sobre esportes para se assistir. Lembrando sempre que se você tiver alguma sugestão, pode nos enviar através do nosso instagram, facebook e twitter. Confira:

ICARUS

O documentário de 2017 dirigido e escrito por Bryan Fogel e Mark Monroe foi o vencedor do Oscar de 2018 de melhor documentário. Trata de um tema que marcou as vésperas dos Jogos Olímpicos do Rio-2016: o escândalo de doping russo.

A trama conta a própria história de Fogel, um ciclista amador que se envolve em um escândalo de doping com a ajuda do chefe de laboratório antidoping Grigory Rodchenkov.

É interessante observar no documentário como o temperamento de Rodchenkov muda ao longo do documentário. Calmo e sereno no começo, o homem que ajudou a Rússia a trapacear no esporte vai ficando mais tenso a medida em que intensifica suas conversas com Fogel.

PARATODOS

O documentário esportivo de 2016 conta a rotina de oito renomados atletas paralímpicos brasileiros e discute a inclusão da pessoa portadora de deficiência na sociedade.

Dirigido por Marcelo Mesquita, mostra as inspiradoras histórias de Alan Fonteles, Daniel Dias, Fernando Fernandes, Teresinha Guilhermina, Susana Schnarndorf, Yohansson do Nascimento, Fernando Cowboy Rufino e Ricardinho

ONCE BROTHERS

O documentário de 2010 escrito e dirigido por Michael Tolajian conta a história de uma grande amizade que acabou por questões nacionalistas e não teve a oportunidade de ser retomada devido a uma fatalidade.

Once Brothers relata a relação de dois jogadores de basquete: o sérvio Vlade Divac e o croata Dražen Petrović. Os dois jogaram juntos na Seleção da Iugoslávia de 1986 a 1990 em um super time praticamente imbatível no continente europeu. Nunca muito próximos mas longe de serem inimigos, fortaleceram a amizade após Petrović ingressar na NBA. Era uma época que estrangeiros eram raridade na liga e Divac era um dos únicos que falava o seu idioma.

Por um incidente causado por uma bandeira, em uma época em que guerras separatistas ocorriam na região dos Balcãs, os dois acabaram se afastando e passaram a não se falar mais. Divac nunca pode tentar a reconciliação, uma vez que seu antigo amigo faleceu em um acidente automobilístico em 1993.

Dražen Petrović era considerado um gênio do esporte e quem o viu jogar dizia que ele tinha tudo para explodir na NBA. O croata é o irmão do atual técnico da Seleção Brasileira masculina de basquete, Aleksandar Petrovic.

LOSERS

No mundo dos esportes, sempre há um vencedor e um perdedor, mas por muitas vezes, só aquele que triunfa é lembrado. Essa série de documentários do Netflix conta histórias de atletas que transformaram a tristeza da derrota em um grande triunfo.

Losers conta histórias muito interessantes. Desde um golfista que teve um colapso mental no último do British Open até um boxeador que não queria lutar e só o fez por conta da relação abusiva com seu pai. Os finais são sempre muito interessantes e o background de animação do diretor/ produtor executivo Mickey Duzyj tornam a série muito atrativa.

TOKYO OLYMPIAD

O Comitê Olímpico Internacional (COI) sempre faz os documentários oficiais dos Jogos Olímpicos após o seu término. Tokyio Olympiad não é, entretanto, o documentário oficial das Olimpíadas de Tóquio de-1964.

Dirigido pelo japonês Kon Ichikawa, o documentário esportivo de 1965 foi bancado pelo governo japonês. Na época, deu permissão para que se fosse filmado em qualquer lugar dentro das arenas. Era uma época em que o COI não impunha restrições de imagens tão severas como hoje.

Como resultado, o documentário tem tomadas quase que expressionistas dos atletas e pessoas envolvidas nos Jogos, sem focar muito nos resultados e nos vencedores. O diretor filma tanto o líder da maratona como o atleta que quebra e fica nos últimos lugares.

É um dos poucos documentários esportivos que entrou para a lista de 1001 filmes que você deve assistir antes de morrer, feita por avaliações de mais de 70 críticos de cinema.

DARK HORSE

Nos esportes, é comum vermos atletas que vencem sem que ninguém esperasse que assim o fizessem. A história de Dark Horse vai além. Jan Vokes, uma barwoman e trabalhadora em um supermercado de um pequeno vilarejo no País de Gales, convence 24 amigos a entrar em um sindicato de corridas de cavalos. Eles levantam 300 libras, compram um cavalo puro-sangue e contratam um cavaleiro para montá-lo. Sem entender nada sobre o esporte, vencem uma grande competição no Reino Unido.

O fascinante deste documentário esportivo dirigido por Louise Osmond é ver a alegria contagiante dos protagonistas ao contar essa história. Afinal de contas, ninguém que ajudou Jan Vokes a concretizar seu estranho sonho é do mundo dos esportes. São pessoas comuns que viveram uma história única para ser lembrada para sempre.

Mais em Tóquio 2020