Siga o OTD

Clodoaldo SILVA

NASCIMENTO
NATAL/RN
IDADE
39
ALTURA
1,75m
PESO
64kg
PARALIMPÍADAS
4
PARAPANS
3
CLUBE
SADEF/BRA
MEDALHAS PARALÍMPICAS
Atenas 2004(50m livre S4)
Atenas 2004(100m livre S4)
Atenas 2004(200m livre S4)
Atenas 2004(50m borboleta S4)
Atenas 2004(150m medley SM4)
Atenas 2004(R/4x50m/me/20pt)
Sydney 2000(100m liv S4)
Sydney 2000(R/4x50m/liv/20pt)
Sydney 2000(R/4x50m/me/20pt)
Atenas 2004(R/4x50m/liv/20pt)
Pequim 2008(R/4x50m/me/20pt)
Rio 2016(R/4x50m/liv/20pt)
Sydney 2000(50m liv S4)
Sydney 2000(R/4x50m/liv/20pt)
MEDALHAS PARAPANAMERICANAS
Mar d.P. 2003(50m livre S4)
Mar d.P. 2003(100m livre S4)
Mar d.P. 2003(200m livre S4)
Mar d.P. 2003(150m medley SM4)
Rio 2007(50m livre S4)
Rio 2007(100m livre S4)
Rio 2007(200m livre S4)
Rio 2007(50m peito SB3)
Rio 2007(50m borboleta S4)
Rio 2007(150m medley SM4)
Rio 2007(R/4x50m/me/20pt)
Guadal. 2011(R/4x50m/liv/20pt)
Guadal. 2011(R/4x50m/me/20pt)
Mar d.P. 2003(50m costas S4)
Rio 2007(50m costas S4)
Guadal. 2011(50m livre S5)
Guadal. 2011(100m livre S5)
Guadal. 2011(200m livre S5)
Guadal. 2011(50m borboleta S5)
Seis medalhas de ouro e uma de prata – em oito provas disputadas – em Atenas transformaram Clodoaldo Silva em uma das maiores referências do esporte paralímpico brasileiro. Nascido em Natal (RN), o atleta participou de cinco Paralimpíadas: Sydney 2000, Atenas 2004, Pequim 2008, Londres 2012 e Rio 2016. Atualmente, aposentado das competições, percorre o Brasil ministrando palestras motivacionais e clínicas de natação, além de ser o mentor do Time Nissan.

Portador de paralisia cerebral, que afetou o movimento dos membros inferiores, Clodoaldo começou a praticar natação aos 16 anos, a fim de colaborar com a recuperação de uma das tantas cirurgias realizadas nas pernas. Dois anos depois, em 1997, o atleta já disputou o primeiro Campeonato Brasileiro da carreira. Na ocasião, conquistou três medalhas de ouro. Em 1999, representou o Brasil no Mundial na Nova Zelândia e também na primeira edição dos Jogos Para Pan-Americanos, na Cidade do México.

Os números de Clodoaldo, o “Tubarão das piscinas”, em Paralimpíadas impressionam. Ao todo, conquistou 14 pódios: seis medalhas de ouro, outras seis de prata e mais duas de bronze. A última antes da aposentadoria foi a prata no revezamento misto 4x50m livre, em casa, na Rio 2016. Na Paralimpíada do Brasil, inclusive, o atleta teve a honra de acender a pira na Cerimônia de Abertura dos Jogos.

Já em Para Pan-Americanos, foram 19 medalhas, sendo 13 de ouro e seis de prata. Em Campeonatos Mundiais, acumula nove medalhas: seis ouros, duas pratas e um bronze. Todas essas conquistas impulsionam Clodoaldo Silva a falar sobre superação, motivação e inspiração para milhares de pessoas que podem conhecer ou não sua história vitoriosa.