Siga o OTD

Canoagem Slalom

Ana Sátila se tornou a 1ª medalhista brasileira no mundial

ilustração Caiaque Estremo

Ana Sátila fez história, tornando-se a primeira medalhista brasileira no Mundial de Canoagem Slalom, conquistando prata e bronze.

A canoagem slalom brasileira, em termos internacionais neste 2017, se resumiu em praticamente um nome: Ana Sátila. Ela teve uma temporada que começou com resultados não tão bons, mas depois fez história, sendo coroada com duas medalhas no Mundial, realizado entre o fim de setembro e começo de outubro, em Pau, na França. Ela foi a primeira do país a chegar ao pódio em um mundial da modalidade.

Ana Sátila é bronze no Mundial de Canoagem Slalom

Ana Sátila na final do mundial. Foto: Gabriel Fricke

Foi histórico! Pela primeira vez, uma atleta brasileira subiu no pódio de um mundial de canoagem slalom. E não foi só uma vez, mas sim duas. Primeiro, ela conseguiu o bronze na categoria olímpica C1. Por pouco, não ficou prata – era só ter evitado a falta que cometeu. De qualquer forma, uma conquista extraordinária, em setembro, de Ana Sátila. Pedro Gonçalves, que competiu no masculino, parou nas semis.

Clique aqui para ver em detalhes como foi.

Ana Sátila é prata no Caiaque Extremo

Ana Sátila comemora prata. Foto: Fabio Canhete

Ainda em Pau na França, Ana Sátila conquistou medalha de prata no Caiaque Extremo, categoria que não está no programa olímpico. Ela só ficou atrás da grande canoísta Caroline Trompeter, da Alemanha, e comemorou muito a segunda posição dois dias após o bronze.

Clique aqui para ver como foi

Brasil volta para casa com 22 medalhas do Pan e Sul-Americano

Mesmo sem os principais nomes do país no esporte, o Brasil conquistou nove ouros, dez pratas e três bronzes no Campeonato Pan-Americano e Sul-Americano de Canoagem Slalom, realizado na Costa Rica. Destaques para Omira Estácia e Renan Soares, com dois ouros cada.

Clique aqui para ver em detalhes como foi.

Ana Sátila também foi ouro em uma etapa da Copa do Mundo

Ana Sátila faturou a medalha de ouro no caiaque extremo, na etapa da Itália, da Copa do Mundo de Canoagem Slaom, realizada em setembro. A competição começou para ela na semifinal, fase em que derrotou Tracy Hines, dos Estados Unidos, e Martina Wegman, da Holanda. Na final, a brasileira levou a melhor sobre Amalie Hilgertova, da República Tcheca, e as americanas Sage Donnelly e, novamente, Tracy Hines.

Clique aqui para ver como foi.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Canoagem Slalom