Siga o OTD

Boxe

Bia Ferreira aparece como nº 1 do mundo em ranking atualizado

Campeã mundial e dos Jogos Pan-Americanos, Bia Ferreira aparece como a número um do ranking mundial até 60 quilos

A brasileira Boa Ferreira comemora o primeiro ouro do boxe feminino em Pan-Americanos (Jonne Roriz/COB)

Após uma profunda renovação ao fim da Rio-2016, o boxe brasileiro segue entre os melhores do mundo. Três atletas estão entre os 10 melhores de suas categorias. O destaque principal é Bia Ferreira (60 kg), atual número 1 de acordo com o novo ranking mundial divulgado pela AIBA (Associação Internacional de Boxe).

Além de Bia, Hebert Conceição (75kg) está na quarta colocação em sua categoria e o jovem Keno Marley, de apenas 19 anos, é o 7º melhor do mundo.

+ SIGA O OTD NO YOUTUBE, NO INSTAGRAM E NO FACEBOOK

Guerreira

Bia Ferreira teve um 2019 espetacular, quando foi campeã mundial e campeã pan-americana. Em 2020, antes da pandemia, a boxeadora iria lutar no Pré-Olímpico das Américas de boxe em busca da vaga para Tóquio-2020.

https://www.instagram.com/p/CCLzlyfBcsr/

Pelo ranking mundial divulgado pela AIBA na última quinta-feira (2), Bia Ferreira lidera a categoria até 60 kg com 2150 pontos. A finlandesa Mira Potkonen vem na segunda posição com 1850, 300 pontos atrás da brasileira. Kellie Anne Harrington, da Irlanda, é a terceira da categoria e soma 1700 pontos.

Rivais

Em sua carreira como boxeadora amadora, Bia Ferreira tem 38 lutas e apenas cinco derrotas. Desses cinco revezes, dois foram para a finlandesa Mira Potkonen, atual número 2 do ranking mundial e uma verdadeira pedra no sapato da brasileira, que nunca conseguiu dar o troco.

A sul-coreana Oh Yeon-Ji venceu Bia no Mundial de 2018 e é a atual número 9 do ranking mundial da categoria até 60 kg. A brasileira só a enfrentou uma única vez.

Já a americana Rashida Ellis é uma freguesa. A atual número 4 do mundo venceu Bia uma única vez e foi superada outras três vezes.

A quinta e última derrota de Bia Ferreira no boxe, curiosamente, ocorreu em seu último torneio antes da pandemia paralisar o esporte mundial. Diante da dinamarquesa Ditte Frostholm, a brasileira acabou tomando W.O. porque se sentiu mal antes de entrar em ação.

A derrota no Mundial Militar de 2019 não entra nessa conta. Mas Bia foi superada pela chinesa Zichun Xu, que não aparece entre as 25 melhores do ranking.

Equipe de respeito

Puxado pelo trio (Bia Ferreira, Hebert Conceição e Keno Marley) o boxe brasileiro também possui atletas bem colocados em suas categorias.

Pandemia força a adaptação nos treinos da seleção brasileira de boxe tem bia ferreira como destaque no ranking
Seleção brasileira de boxe (Reprodução/cbboxe.org.br)

Na 11ª posição estão Jucielen Cerqueira (57kg), Gleisiele Gomes (64kg) e Wanderson de Oliveira (64kg). Flávia Fiqueiredo (75kg) está na 15ª posição. Ronaldo Bezerra (49kg) é o 13º, Abner Teixeira (91kg) o 14º e Cosme Nascimento está na 21ª posição.

Mais em Boxe