Siga o OTD

Boxe

Bia Ferreira bate Rashida e está na final do Mundial

Bia Ferreira vence Rashida Ellis mais uma vez e está na grande decisão do Mundial da Rússia

Bia Ferreira no Mundial de Boxe
(reprodução/YouTube)

A brasileira Bia Ferreira venceu mais uma vez Rashida Ellis, dos Estados Unidos, e se classificou para a grande final do Campeonato Mundial de Boxe feminino que está sendo disputada em Ulan-Ude, na Rússia.

O duelo deste sábado (12) foi o quarto entre Bia Ferreira e Rashida Ellis e a terceira vitória da brasileira. No anteior, Bia havia vencido em outra semifinal, dos Jogos Pan-Americanos, após afirmar que estava com a rival engasgada. A atleta dos Estados Unidos foi a única no continente americano que conseguiu batê-la pelo menos uma vez.

Em Lima, a brasileira acabou ficando com o ouro e fez história a se tornar a primeira mulher do boxe brasileiro campeã de uma edição de Jogos Pan-Americanos.

Beatriz Iasmin Ferreira é um dos maiores, senão o maior, nome do boxe olímpico brasileiro. Conquistou agora na Rússia sua 24ª medalha em 25 competições, chegando a um pódio que ainda não tinha. Resta saber se a medalha será de ouro ou prata.

Bia Ferreira quer o mundo

Bia começou a luta deste sábado contra Rashida mantendo seu padrão. Movimentando-se pelo centro do tablado e tentanto encurralar a atleta dos Estados Unidos nas cordas. Tudo isso em meio a trocas duríssima de golpes de ambos os lados.

A brasileira encaixou bem os seus, com a potência de sempre, e conseguiu manter Ellis sob controle durante todo o duelo. No fim, venceu por 4 a 1, com três juízes dando 29 a 28 e um 30 a 27. O juíz que viu vitória da atleta dos EUA também deu 29 a 28.

Na final, Bia Ferreira vai enfrentar a chinesa Wang Cong, que derrotou a finlandesa Mira Potkonen, primeira cabeça de chave do Mundial de Boxe e medalhista de bronze no Rio 2016. Será neste domingo com acompanhamento ao vivo do Olimpíada Todo Dia.

Quatro vitórias no Mundial de Boxe

Bia Ferreira começou sua campanha no Mundial de Boxe vencendo por nocaute técnico Keamogetse Kenosi, de Botsuana. Depois passou pela venezuelana Omailyn Alcalá por unanimidade nas oitavas de final.

Nas quartas, venceu a russa Natalia Shadrina em decisão dividida, com 3 a 2 para a brasileira. Ali a brasileira garantiu sua primeira medalha em um campeonato mundial.

As outras duas brasileiras que competiram no Mundial de Boxe de Ulan-Ude foram Grazieli de Jesus, que venceu uma e perdeu uma, e Jucielen Romeu, que caiu na estreia.

Mais em Boxe