Siga o OTD

Basquete

Jovem pivô faz a diferença e Blumenau derrota Santo André

Jorge Bevilacqua-Santo André/Apaba

Titular de última hora, Nonato dá conta do recado, faz a melhor partida da carreira e Blumenau abre 1×0 contra Santo André pelos playoffs da LBF

Blumenau chegou a Santo André com um desfalque importante. A pivô titular Fernanda Bibiano ficou fora do jogo 1 das quartas de final por uma cirurgia emergencial na tireoide. Reserva imediata, Jennifer Nonato recebeu a chance de começar jogando e foi além das expectativas. Foi a cestinha da equipe na vitória por 83 a 71 sobre o Santo André/Apaba, no ginásio Pedro Dell’Antonia, em Santo André (SP). Fez 21 pontos e de quebra dobrou recorde pessoal em sua terceira temporada na LBF. A pontuadora máxima do jogo foi a andreense Jaqueline, com 29 pontos.

“Estou bastante contente pela oportunidade de jogar mais tempo, tenho me preparado pra esse momento desde o início. Sei da importância que eu tenho pro time e hoje soube aproveitar. Mesmo com a responsabilidade, eu estava bem tranquila comigo mesma, pois sei do que sou capaz”, comemorou a confiante Nonato.

A vitória deixa a equipe catarinense em situação favorável na série, podendo fechar o confronto na terça-feira (1/5), com a segunda partida no ginásio Galegão (18 horas), em Blumenau-SC. Para a equipe paulista, só resta vencer e forçar o jogo 3 no dia seguinte (quarta, 2/5, 20h) para seguir às semifinais.

Jogo

A série iniciou igual aos duelos da fase regular: com muito equilíbrio. O Santo André/Apaba fez 22 pontos no primeiro período, divididos igualmente por Jaqueline e Silvinha, enquanto Blumenau tinha sua pontuação concentrada em Mariana, Nonato e Perez.

O segundo quarto continuou parelho, e a equipe catarinense conseguiu desgarrar nos últimos dois minutos, superior nos rebotes e no aproveitamento dos chutes.

A volta do intervalo foi crucial para o destino da partida. Blumenau voltou mais eficiente, convertendo 59% dos arremessos, sendo 5 bolas de três. Com 8 pontos de Carina Felippus e mais 7 de Mariana, as catarinenses construíram vantagem de 15 pontos no período. Daí foi só administrar na etapa final, vencida por 17×14 pelo Santo André/Apaba (11 de Jaqueline), mas insuficiente para a reação da equipe local.

Com sete bolas de três convertidas, Jaqueline igualou o recorde para uma partida em toda a história da LBF, estabelecido em 2012 por Karla (então no Americana) e repetido duas vezes neste ano por Macarena D’Urso, de Presidente Venceslau, e Érika, do Santo André/Apaba. Apesar da dura derrota, ela reforça a confiança na equipe para reverter a situação.

“Infelizmente não deu hoje, mas não tem nada perdido. Temos que erguer a cabeça e corrigir os erros e buscar a vitória em Blumenau. É um desafio, mas vamos pra cima”, disse Jaqueline.

Autora de 19 pontos neste sábado, Mariana Camargo comemorou a vitória e o espírito do grupo catarinense.

“A gente é um time muito unido, nosso clima é extraordinário. A gente se doou ainda mais, sabendo da importância desse jogo fora de casa, primeiro jogo do playoff. Hoje foi 200%”, disse a ala/armadora, que sabe que nada está definido. “A gente acompanha basquete a vida inteira e sabe que isso não quer dizer nada. Foi uma vitória muito importante, mas temos que tentar fechar já na terça”, completou.

Mais em Basquete