Siga o OTD

Basquete

Com último quarto excelente, Caxias vence Vasco no NBB

Atrás do placar durante grande parte do jogo, Caxias do Sul vira no último quarto e vence Vasco pelo NBB 2017/2018

O início da trajetória do Caxias do Sul Basquete em 2018 não poderia ser melhor. Depois de ver o Vasco da Gama dominar o placar durante quase toda a partida, a equipe gaúcha deu o bote certeiro no último quarto, virou para cima dos cariocas e saiu de quadra com um expressivo triunfo diante de sua torcida, pelo placar de 81 a 69.

Depois de fechar 2017 fazendo 30 pontos contra o Joinville, Cauê Borges teve mais uma atuação digna de aplausos no primeiro compromisso de 2018. Com 22 pontos (6/9 nas bolas de 2), sendo 12 deles nos cinco minutos finais, o ala/armador liderou a virada caxiense e deixou a quadra como herói mais uma vez. O jogador ainda pegou quatro rebotes, deu três assistências e totalizou 19 de eficiência. Com a atuação, Cauê assumiu o posto de cestinha (17,2 ppj) e segue como atleta mais eficiente do NBB (20,2 epj).

O Caxias passou praticamente 35 minutos atrás no placar e só correndo atrás do Vasco da Gama. No entanto, em nenhum momento o clube carioca abriu mais de dez pontos, o que ajudou na inversão de cenário no fim. A virada caxiense aconteceu restando cinco minutos para acabar, após falta e cesta de Cauê Borges, seguida do lance livre convertido (66 a 63). A partir daí, Cauê fez mais nove pontos e liderou o time caxiense a vencer a parcial por 29 a 13 e vencer com 12 pontos de vantagem (81 a 69).

Além de Cauê Borges, quem também se sobressaiu em favor da representação gaúcha foi o ala/pivô Alexandre Paranhos, que registrou um duplo-duplo de 12 pontos e 13 rebotes, sendo oito ofensivos (19 de eficiência), o pivô Marcão, também com 12 pontos (4/5 nas bolas de 2), e o armador argentino Enzo Cafferata, autor de 13 pontos, quatro rebotes e quatro assistências (17 de eficiência).

Com o incrível resultado, o Caxias sua trajetória em 2018 em grande estilo e igualou campanha do sexto colocado Minas Tênis Clube (sete vitórias em 12 partidas), mas não o ultrapassou devido à derrota no confronto direto em novembro. Já o Vasco da Gama perdeu a chance de subir para o décimo lugar e com isso permanece em 11º, com quatro triunfos em 12 oportunidades (33,3% de aproveitamento).

O Vasco entrou em quadra sem quatro peças cruciais do elenco: os armadores Fúlvio e Nezinho, e os alas Gui Deodato e David Jackson. Com isso, atletas como Gustavo Basílio e Guilherme Giovannoni atuaram por volta de 35 minutos. Gustavo, por sua vez, acabou sendo improvisado na armação enquanto Bruninho, titular, não esteve em quadra, assim como Dedé Stefanelli, que ficou em quadra por quase 30 minutos.

que entraram em quadra pelo Vasco, lutaram até o fim. Com 21 pontos e quatro assistências (19 de eficiência), Giovannoni foi o grande destaque do time, ao lado de Dedé Stefanelli, autor de 13 pontos (4/8 nas bolas de 3) e cinco rebotes. A pontuação vascaína também foi dividida entre Gustavo (9), Lucas Mariano (8), Bruninho (8) e Chris Hayes (7).

O Caxias voltará à quadra já nesta sexta-feira (12/01), contra o Botafogo, novamente diante de sua torcida no “Vascão”, às 20h05. No dia seguinte, sábado (13/01), o Vasco da Gama fará o bom o velho clássico contra o Sesi Franca Basquete, na Arena Carioca 1, às 14 horas (de Brasília), com transmissão ao vivo da Band.

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Basquete