Siga o OTD

Atletismo

Brasileiro Sub-16 terá 640 atletas de 110 clubes em Fortaleza

O campeonato, que é a porta da entrada da categoria para os eventos nacionais, começa nesta sexta-feira e prossegue até domingo. Torneio acontecerá na pista da Unifor, com atletas da faixa etária de 13 a 15 anos

Annca/Pixabay

O Campeonato Brasileiro Caixa Sub-16 reunirá 640 atletas de 110 clubes e 23 Estados brasileiros mais o Distrito Federal, na pista da UNIFOR, em Fortaleza. As disputas começam nesta sexta-feira (20/9), às 8h (de Brasília), com a final da marcha atlética 5.000 m masculino. No período da tarde, a partir das 14h10, serão disputadas sete finais, a última delas, os 1.000 m com obstáculos, às 16h15. A competição termina no domingo com a final do revezamento 4×75 m masculino.

+ INSCREVA-SE EM NOSSO CANAL NO YOUTUBE

O torneio é dirigido a atletas de 13 a 15 anos, a serem completados até 31 de dezembro. Este é o Brasileiro de entrada nas competições nacionais para as categorias de base do atletismo.

Entre os destaques nas disputas desta sexta-feira, teremos Julia Barbosa, do IPEC/Londrina (PR), no lançamento do disco – a prova terá qualificação às 8h15 e final às 14h15. Julia, de 15 anos, venceu a prova no Brasileiro de 2018 com 45,46 m, tem a marca de 48,01 m em 2019 e está perto do recorde do campeonato, que é de 48,64 m, de Ana Caroline dos Santos.

“Comecei no atletismo em 2015, com 11 anos, e desde então sempre tive uma vida muito regrada para chegar ao meu objetivo que é disputar as Olimpíadas de 2024, em Paris”, afirmou Julia. Nos dois últimos Brasileiros a atleta competiu por equipes de São Paulo – em 2017 foi terceira, com meninas mais velhas do que ela, e em 2018, quando entrou na categoria, foi campeã.

“Fui convocada para o Sul-Americano Escolar e também fui campeã e a equipe de Londrina me chamou e atualmente é uma das maiores equipes do Brasil e com bons atletas em todas as categorias”, acrescenta Julia. O seu objetivo é bater o recorde brasileiro no disco – “estou a 63 centímetros – o que seria uma grande conquista”, diz Julia que considera o Brasileiro “uma porta de entrada para oportunidades”, um intercâmbio de culturas, com gente do Brasil inteiro, e uma forma de incentivo “para continuar no esporte e para ter apoio”.

No salto em distância – a qualificação será às 8h05 e a final às 14h10 – estará Beatriz Cristal dos Santos, do Instituto Foz (PR), de 15 anos, que é a recordista brasileira do salto triplo (12,24 m). “Ela já frequentava a pista com 6 anos, começou aos 9 no mini atletismo. Estamos preparando a Bia para que ela possa conseguir uma bolsa numa universidade americana aos 17 anos e não temos pressa por resultados”, disse o treinador Sérgio Muniz dos Santos, o Quick, que também foi atleta. “Mas ela vai tentar saltar pelo menos perto do recorde brasileiro do salto em distância e quem sabe bater o do salto triplo. Está preparada para isso”, acrescentou.

Matheus de Barros, da ASSEMPAR (PR), começa a disputa do pentatlo nesta sexta, com as provas do arremesso do peso, 100 m com barreiras e salto em altura. Matheus é líder do ranking brasileiro no lançamento do disco (62,63 m), do salto em distância (6,62 m) e do pentatlo (3.224 pontos).

A competição ainda terá outros destaques até domingo, como Gabrielly Cristina dos Santos, da Prefeitura Municipal de Colombo, recordista brasileiro dos 3.000 m (15:00.32) e dos 3 km da marcha atlética e Ana Julia Batista da Hora, CAC-RN, líder do ranking brasileiro no pentatlo (3.104 pontos).

E alguns estreantes, como Leonardo Grings Thomaz, de 13 anos, do lançamento do disco, que compete pela Institutição Evangélica de Novo Hamburgo (IENH – RS). Está na 8ª série, jogou futebol e fez natação “para não ficar em casa”, mas foi para o atletismo há dois anos. Disse que gostou e está feliz por disputar o seu primeiro Brasileiro e fazer sua primeira viagem de avião, até Fortaleza. Leonardo acessa as novidades sobre o atletismo e sua prova seguindo as redes sociais da CBAt e das atletas Andressa de Morais e Fernanda Borges.

O Centro Olímpico (SP) é o atual hexacampeão do torneio, título conquistado em 2018, com 118 pontos, seguido pela APCEF, de Minas Gerais, com 89 pontos e a ABDA Atletismo, de Bauru, na terceira colocação, com 74.

O Estádio de Atletismo da UNIFOR fica na Avenida Washington Soares, 1.321, em Edson Queiroz, Fortaleza. Os fãs do atletismo têm a opção de assistir a todas as provas da competição ao vivo pelo Canal Atletismo da TV NSports em sua plataforma de streaming. Nesta mesma plataforma ficarão todos os vídeos das competições. Para ter acesso às imagens, é entrar no site: https://canalatletismo.tvnsports.com.br ou baixar o app da TV NSports, tanto para Android como IOS.

Mais em Atletismo