Siga o OTD

Vôlei

Brasil é irregular, mas vence EUA e se aproxima do título

Pelo duelo entre Brasil x Estados Unidos, que valia a liderança da Copa dos Campeões, brasileiros são irregulares mas vencem por 3 sets a 2 e se aproximam do título

Pela Copa dos Campeões de Vôlei Masculino o Brasil enfrentou os Estados Unidos, na madrugada deste sábado, em Osaka no Japão. Com um jogo irregular o time brasileiro teve um jogo muito difícil contra os americanos mas conseguiu a vitória por 3 sets a 2, com parciais de 28/26, 15/25, 25/20, 22/25 e 15/13. Com o resultado a equipe fica na liderança da competição e precisa de uma vitória contra o lanterna Japão para ficar com o título. Os maiores pontuadores do confronto foram, pelo lado americano, Anderson com 27 pontos e pelo lado verde e amarelo Wallace com 22.

+ VEJA TABELA COMPLETA DA COPA DOS CAMPEÕES DE VÔLEI MASCULINO

O começo de jogo foi equilibrado com as duas seleções trocando pontos e se adaptando ao jogo do adversário, melhor para os americanos que após um ace chegaram na primeira parada técnica em vantagem em 8/6. Na segunda metade da parcial os Estados Unidos souberam impor seu ritmo e abriram cinco pontos de vantagem, com 18/13. Depois deste momento de desatenção o Brasil melhorou, o sistema de bloqueio e defesa apareceu e o jogo foi empatado em 19/19. Na parte final do set os dois times ficaram trocando pontos, buscando de todas as maneiras abrir dois pontos para a vitória; os norte americanos tiveram a bola para dar números finais a primeira parte do duelo duas vezes mas falharam, melhor para os brasileiros que aproveitaram dois ataques e fizeram 28/26.

Na segunda parcial os Estados Unidos começaram aproveitando os ataques e com um excelente volume defensivo abriram sete pontos no placar com 9/2. O Brasil tentou com a entrada de Raphael e Renan no Lugar de Wallace e Bruno cortar a desvantagem, mas os americanos mantinham o volume de jogo alto e chegaram para o tempo técnico com 16/9. Com a grande vantagem no marcador av seleção americana não teve dificuldades para vencer por 25/15.

No terceiro set foi a vez dos brasileiros terem um início melhor e com um sistema de bloqueio e defesa mais presente no começo da parcial colocaram 8/5 no placar. O Brasil continuou com o bloqueio e a defesa incomodando o jogo do adversário e se manteve na liderança do placar no segundo tempo técnico com 16/13. Na volta da parada técnica os americanos cortaram a desvantagem para apenas um ponto, mas no momento de decisão os brasileiros contaram com uma sequência de bons saques de Lucarelli e com um bloqueio de Lucão fechou em 25/20.

No quarto set o equilíbrio retornou ao confronto. Nele as duas equipes passaram grande parte do tempo trocando pontos e se alternando na liderança, sem deixar que fosse aberto em nenhum momento uma vantagem grande no placar. A alternância na frente do marcador se manteve até os momentos finais da parcial quando os Estados Unidos encaixaram uma sequência de saques com Anderson, que causou estrago na recepção do Brasil, e os americanos caminharam para a vitória por 25 a 22 e forçaram o tie break.

No tie break o equilíbrio se manteve, tanto Brasil como Estados Unidos brigavam por todos os pontos e para liderar o placar. Essa foi a toada durante todo o set, sempre com uma das seleções passando a frente, anotando dois pontos seguidos, o adversário já pontuava para logo encostar no marcador. No momento de decisão do confronto os brasileiros foram melhores, conseguiram aproveitar um contra ataque, abrindo a vantagem de dois pontos, e depois com um ataque de Wallace fechou em 15 /13.

“Um jogo muito intenso, com os dois times que se conhecem, eles com um variação de ataque que complicou bastante o nosso time, mas conseguimos a vitória. Agora é focar no Japão para sair daqui com esse título”, disse o levantador Bruno.

2 Comentários

2 Comments

  1. Luiz Gonzaga Nascimento

    15 de setembro de 2017 em 22:26

    É incrível como a Sérvia, EUA, França, Rússia, Polônia, Itália e até a Bulgária têm o saque e a linha de passe/recepção bem melhores que o Brasil! E essa nossa deficiência já vem de anos atrás. Errar é humano, mas permanecer no erro… Eu sou da seguinte opinião: Se as outras seleções conseguem sacar tão bem, nós também podemos. Perdemos mais uma partida por causa do saque e da recepção, contra a Itália. O Lucao, por exemplo, acerta 2 saques a cada 10 em média. Wallace é quase a mesma coisa. Lucarelli saca mal e é pior ainda no passe. Só o Maurício Borges deu sinais claros de evolução. Nossos liberos são muito fracos. A seleção feminina está ainda pior, e para piorar, tem uma média de altura muito baixa. Será que estamos vivendo um momento de entressafra, ou são os treinadores que estão deixando muito a desejar? Ou será as duas coisas? Tá osso!

    • Luiz Gonzaga Nascimento

      16 de setembro de 2017 em 06:52

      Desta vez o Brasil encaixou melhor o saque e foi mais eficiente na linha de passe. Embora ainda tenha cometido muitos erros, também teve muitos acertos. Consequência: Vitória brasileira sobre os EUA. Só não ganhou com mais facilidade, porque os erros ainda são muitos. Parabéns aos rapazes e ao Renan Dal Zotto que vai ganhar seu segundo título como treinador da seleção.

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

AGENDA DO DIA

out 21 00:00 Etapa de Hong Kong da Copa do Mundo de Maratona Aquática out 21 05:00 Grand Prix de Londres de Taekwondo out 21 05:00 Etapa de Portugal do Mundial de Surfe out 21 06:00 Copa CFA de futebol feminino Brasil 2 Coreia do Norte 0 out 21 06:00 Mundial Júnior de Judô – Zagreb 2017 Eliminatórias out 21 07:50 Copa do Mundo de Tênis de Mesa Timo Boll (ALE) 4 Gustavo Tsuboi (BRA) 0 out 21 09:00 Copa CFA de futebol feminino China 3 México 2 out 21 09:00 Campeonato Turco de vôlei feminino Nilufer (TUR) 3 Çanakkale (TUR) 0 out 21 09:30 Mundial Sub-17 de futebol masculino - Quartas Mali 2 Gana 1 out 21 09:30 Torneio Nacional Sub-15 de judô out 21 09:30 Mercosul Internacional de badminton out 21 10:00 Campeonato Brasileiro de Barcos Longos out 21 11:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Montes Claros 3 JF Vôlei 1 out 21 11:00 Campeonato Turco de vôlei feminino Fenerbahce (TUR) 3 Halkbank (TUR) 1 out 21 12:00 Champions League de handebol feminino Rostov-Don (RUS) 23 Gyori (HUN) 22 out 21 12:30 Mundial Sub-17 de futebol masculino - Quartas Estados Unidos 1 Inglaterra 4 out 21 13:00 Champions League de handebol feminino Larvik (NOR) 19 Vardar (MAC) 31 out 21 14:05 Superliga feminina 2017-2018 - Primeira Fase Camponesa/Minas 2 Pinheiros 3 out 21 16:00 Liga Nacional de Handebol Masculino - Conferência Sul-Sudeste Handebol Taubaté 26 Pinheiros 24 out 21 16:00 Etapa de Natal do Circuito Brasileiro de vôlei de praia Masculino out 21 16:30 Campeonato Italiano de vôlei feminino Scandicci (ITA) Casalmaggiore (ITA) out 21 18:00 Superliga feminina 2017-2018 - Primeira Fase BRB/ BRASILIA VOLEI Sesi out 21 18:30 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Funvic Taubaté Maringá Vôlei out 21 18:30 Etapa de Natal do Circuito Brasileiro de vôlei de praia Feminino out 21 19:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Sada Cruzeiro Sesc RJ out 21 20:00 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Ponta Grossa Caramuru Sesi out 21 21:15 Libertadores de futebol feminino - Final Corinthians Colo Colo (CHL) out 21 21:30 Superliga de vôlei masculino - Primeira Fase Vôlei Renata Vôlei Canoas

Mais em Vôlei