Siga o OTD

Ginástica Artística

Brilho de Zanetti e volta de Nory são destaques do Paulista

O Campeonato Paulista de ginástica artísica foi disputado neste fim de semana em São Bernardo do Campo. A competição foi um dos últimos estágios na preparação dos atletas que vão disputar entre os dias 3 e 6 de agosto o Campeonato Brasileiro, que servirá de seletiva para definir a equipe brasileira que vai representar o país em outubro o Mundial, em outubro, no Canadá. O Estadual teve como destaques Arthur Zanetti, com a maior nota do torneio, Arthur Nory, que competiu pela primeira vez depois da cirurgia, Caio Souza e Daniele Hypolito, que ganharam o maior número de medalhas na competição.

Arthur Zanetti competiu em três aparelhos e venceu em sua especialidade: as argolas. A nota de 15,250 foi a maior de todo o Campeonato Paulista. “Eu fiz a série oficial das argolas, a mesma que vou apresentar no Brasileiro, e foi muito boa, A minha nota de partida foi 6.2. A série foi muito boa, com todos os elementos bem encaixados e ângulos muito bons. Gostei do salto também. Fazia tempo que eu não competia no salto. O solo foi muito bom no geral, mas na segunda diagonal, quando eu fiz o duplo, acabei abrindo um pouco cedo demais e tive uma queda. Eu ainda preciso ajeitar, mas no geral foi bem, fora a queda”, avaliou o ginasta, que ainda terá mais uma chance de testar suas séries em competição, nos Jogos Regionais representando São Caetano, nos dias 22 e 23 de julho, em São Bernardo do Campo.

Arthur Nory levou a medalha de ouro no salto, ficou em terceiro na barra fixa e em quarto no solo em sua primeira competição de 2017. Além dos três aparelhos, Nory competiu também no cavalo, mas cometeu erros, sofreu duas quedas e terminou apenas na 15ª. posição. O ginasta não ficou satisfeito com o desempenho que teve, mas sabe que faz parte do processo de recuperação pelo qual está passando e espera estar melhor no Campeonato Brasileiro.

Já Caio Souza faturou duas medalhas de ouro e três de prata. O ginasta foi campeão do individual geral e das paralelas e ficou com a medalha de prata no cavalo, nas argolas e nas barras fixas. Angelo Assumpção levou ouro no solo, Péricles Fuoro da Silva foi campeão no cavalo e Francisco Barreto Júnior foi o melhor na barra fixa.

No feminino, o destaque foi Daniele Hypolito, que trocou nesta temporada o Flamengo por São Bernardo. Em seu primeiro estadual pelo time do ABC, ela foi campeã do salto, da trave, do solo e do individual geral e só não foi campeã das assimétricas. Nesse aparelho, ela ficou com a prata, superada por Amanda Lima, de São Bernardo.

Na classificação geral, o Pinheiros foi o campeão do masculino com 318,100 pontos, a frente do SERC Santa Maria, que fez 306,80 e do São Bernardo, que terminou com 299,70. No feminino, o título foi de São Bernardo, que marcou 151, 100 contra 145,850 do SERC Santa Maria e 145,150 do Pinheiros.

Clique para comentar

Deixe um Comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Receba novidades do OTD

* = campo obrigatório

powered by MailChimp!

Mais em Ginástica Artística